28 de fev de 2013

A entrevista

Pessoas fominhas que querem falar que nem umas maritacas e tesourar as repostas dos outros nas entrevistas: como lidar?

O ambiente coorporativo manda você respirar fundo, fingir que nada aconteceu e abrir e fechar a boca a todo momento tentando balbuciar algumas palavras, em vão, pois ela interromperá todas as suas frases.
O que eu e meia sala de candidatos queríamos ter feito hoje: Começar um flash mob de " Ih, fora! Ih, fora!, Ih fora!" com direito a mãozinha apontando para a porta e tudo.

Curiosidades

Eu tenho um lado meio mórbido. Muito mórbido. Se vejo uma notícia de tragédia aleatória, logo quero ir a fundo, procuro nomes, fotos e quando vejo estou naquele site "Assustador" que eu via quando tinha 13 anos! E depois durmo com sobressaltos ao lembrar das fotos digamos, realmente assustadoras.

Tenho aflição de coisa craquelada. Unha craquelada, em alto relevo...enfim, qualquer coisa craquelada, cheia de bolinhas, buraquinhos um do lado do outro, em relevo. Junta isso a pele humana, montagem de photoshop...eu começo a me coçar, me dá arrepios só de pensar. Só que eu descobri que isso tem nome e o nome disso é tripofobia. Argh! Até meu couro cabeludo formiga de arrepio.

P.S.: Por favor, se você é impressionável, não jogue isso no google imagens, nunca. Eu já fiz isso e me arrependo até hoje. Alías, caso alguém me pergunte se eu tenho algum arrependimento na vida, com certeza me lembrarei do dia em que apertei o ícone "search" do google nesta palavrinha.

P.S.: Por estes e outros motivos que eu não posso ter momentos de ócio, senão essas coisas bizarras acabam acontecendo.

24 de fev de 2013

Auto domesticação: Tentativa número 32

Domingo à noite, eu me preparo para ler um livro quando penso: "Vou planejar o meu dia de amanhã...estou muito relapsa...".
Então vou até o quarto para anotar na agenda tudo o que devo fazer no dia seguinte. Só que de repente vejo um potinho de fazer bolhas de sabão que a minha irmã ganhou em um casamento. 
A cena seguinte é: eu fazendo bolhas de sabão pelo quarto, pelo corredor, em volta da minha irmã na sala e com algumas assopradas em volta do meu pai para finalizar. Aí eu volto pro quarto toda feliz e penso: o que eu estava fazendo aqui mesmo??? 

Errrr


15 de fev de 2013

Estava tudo tranquilo, quando de repente vejo uma foto na internet de uns 6 filhotinhos de cachorro (daqueles bem pequenos mesmo, devem ter dias, que cabem na palma da mão). Aí, uma nuvem de amor pairou sobre mim e quando me dei conta estava procurando no google "cachorrinhos recém nascidos", "filhotinhos", "cachorrinhos mamando" e vendo fotos e mais fotos, vendo no mercado livre quanto custa um filhote, haha! Ok, parei.

Agora me pergunto: Pq abri aquele maldito site pela primeira vez? 

7 de fev de 2013

Para você.

E a gente pensa em quanto tempo passou. 48 meses. Não vou fazer aquela conta infinita de quantas semanas, quantos dias, quantos minutos, pois tenho certeza de que em algum momento cometeria um erro bem idiota de matemática. Sendo assim, fico nos 48 meses. Esse é o tempo oficial que demos as mãos e decidimos que a partir daquele momento seríamos um pelo outro. 

E eu sei que nem todos os dias foram lindos. Sei também que esses 48 meses fizeram - me amar as suas qualidades, mas também fizeram com que eu visse mais de perto também os seus defeitos e não vou dizer que amo todos eles, pois acho isso um pouco absurdo demais, não amo nem os meus. Mas você também deve ter visto os meus, visto meus momentos de ira e insanidade (há), enfim todo o meu lado obscuro... e agradeço por ter insistido e focado nas coisas boas. 

Hoje, posso te dizer que te enxergo de uma forma bem realista. Sei o que te faz feliz, sei o que te deixa com olhos de tigre, o que te faz virar um bicho ou o Hulk (vc vai entender), sei o que te toca a alma, sei que você é um homem de verdade. E isso não está nos seus músculos diariamente cultivados (pode continuar malhando que eu gosto também rs), isso está no seu coração. Conhecer o seu coração, posso lhe dizer que foi a coisa mais bonita que eu vivi com você nestes 48 meses. 

Continuo apaixonada por você.

3 de fev de 2013

Eu assisti um filme em que a personagem ensinava para o mocinho como que ela fazia para se manter positiva mesmo levando tanta porrada da vida. Ela dizia algo mais ou menos assim:

- Cada coisa boa que te acontecer ou que você sentir, por mais mínima que seja, é seu dever olhar para o céu e dizer "Obrigada, Deus. Agora mais, por favor! Mais."

E, caros, é exatamente isso que eu vou fazer hoje. Uns podem chamar de religiosidade, de "o segredo", de lei da atração, enfim. Mas, antes de querer nomear, agradeça. Pode ter certeza que de onde veio este "pingo" de esperança, tem muito mais.


2 de fev de 2013

"Deixe tudo o que foi planejado virar realidade. Deixe-os acreditar. E deixe que eles riam de suas paixões. Porque o que eles chamam de paixão, na verdade não é uma energia emocional, mas apenas atrito entre as suas almas e o mundo exterior. E o mais importante, deixe-os acreditarem em si mesmos, deixe-os serem indefesos como crianças, porque a fraqueza é uma grande coisa e força não é nada. Quando um homem acaba de nascer, ele é fraco e flexível. Quando ele morre, é duro e insensível. Quando uma árvore cresce, é tenra e flexível. Mas quando é seca e dura, ela morre. Dureza e força são companheiros da morte. Flexibilidade e fraqueza são expressões de frescor do ser. " Stalker- Tarkovsky -1979

1 de fev de 2013

1º de Julho - Cássia Eller

"Não basta o compromisso
Vale mais o coração
Já que não me entendes, não me julgues...
Sou fera, sou bicho, sou anjo e sou mulher
Sou minha mãe e minha filha
Minha irmã, minha menina
Mas sou minha, só minha e não de quem quiser!"

                                         

Essa é a música daqueles que querem ser. Não é daqueles que querem que os outros vejam.
Muitas vezes eu venho aqui querendo escrever um milhão de coisas, mas eu me sinto meio que como o Joey Tribbiani (Friends, rapaz!) tentando escrever o discurso de casamento da Mônica e Chandler :

Ele dizia mais ou menos isso : -”É um amor baseado em dar e receber, tanto quanto em ter e compartilhar. E esse amor que eles dão e têm é compartilhado e recebido. E através desse ter e dar e compartilhar e receber, nós também podemos compartilhar e amar , e ter ... e receber. Quando eu penso no amor que esses doadores e receptores compartilham, eu não posso evitar a inveja de uma vida de ter e amar e dar...”