9 de set de 2011

Um basta.

Uma coisa eu tenho percebido: não quero ser mulherzinha. Sabe essa coisa de deixar as lágrimas rolaram livremente, de colocar a mão na cabeça e dizer "eu não aguento mais" (essa é a minha preferida). Sabe, aquela coisa de sofrer com cada palavra que escuta e querer entendê-la sílaba por sílaba...ao invés de simplesmente dizer um "não quero assim e pronto"....simples assim igual os caras fazem. Por que afinal, quando se trata de homem, não tem lero lero, eles quando não querem uma coisa, simplesmente o dizem e pronto. Não tem esse lero lero. E, é assim que eu quero agir. Eu que nunca fui uma lady, quero viver melhor e de maneira mais simples. Simples assim. Eu quero ser assim com o tio da padaria que teima em me dar bala de troco, com a minha mãe que teima em querer que eu coma mais, com a minha caixa de e-mail que cisma de colocar meus e-mails importantes no lixo, com a minha dor na coluna que teima em não me deixar de pé muito tempo e com o universo que teima em me oferecer empregos chatos e mal remunerados. NÃO QUERO ASSIM.

Atenciosamente,

Cristiane.

2 comentários:

Casa de Mãe joana disse...

Cruses Cris, isso pra mim é rebeldia! Menina tu tomas jeito. verdada cris, lágrimas só por nobres causas. Beijos

Oscar disse...

poxa,eu tambem queria ser prático assim,juro.Faço mó drama com o q naõ precisa..rssrrs