24 de jul de 2011

Aprender a dirigir sua própria vida. E, não ser pego de surpresa a todo o momento com coisas que você realmente não esperava e não curtia.
Dizer o que precisa ser dito. Independente do que vai acontecer daqui para frente. É necessário saber o que se quer, alías...é preciso saber o que não se quer.
Aproveitar o momento "aqui agora" e não ficar sempre com os olhos por cima dos ombros da pessoa a procura de coisa melhor... Se você realmente acha que pode achar coisa melhor, abandone agora o que você tem, o que você está construindo...se não puder dar o seu melhor, saia de cena e vá atrás do que quer. Antes que seja tarde.
Viva tudo o que tiver que ser vivido até a última gota...até poder dizer: Eu vivi o que eu escolhi viver.

2 comentários:

Oscar disse...

é..viver intensamente é o grande barato..=D

Casa de Mãe joana disse...

Quando cansar de procurar meios de dirigir a própria vida, sente-se, e aguarde que ela lhe levará. Alías, deixe a vida te levar, menina!