6 de jun de 2011

"Vamos rasgar os planos, apagar os projetos de futuro, soltar os ombros, respirar fundo e começar do zero. Sem esperar nada. Sem expectativas, sem historinha bonitinha, sem diminutivos, sem intensidades, sem nada. Apenas com a coragem, um pouco de egoísmo e algum individualismo para fazer companhia. Vou me esforçar, prometo."

É isso aí que eu quero fazer.


A vida anda dando tantas voltas, mas tantas voltas ... que eu estou cada vez mais certa de que o caminho é esse: não ter medo de recomeçar. Não ter medo de (se preciso) dar 01 passo atrás, na intenção de conseguir dar 10 passos  a frente. E sinceramente: eu não quero me importar com o que todos irão pensar a meu respeito. Eu andei ouvindo boas verdades. E são elas que têm me impulsionado.


Não posso me adiar. É gente, e eu (tãoo inocente) pensava que somente compromissos eram passíveis de adiamento.


No momento, a única coisa que eu não pretendo adiar tem nome. E essa “coisa” sou eu.

Um comentário:

Oscar disse...

é...se nós não estivermos em dia,nada funciona mesmo..creio eu..=)