8 de abr de 2011

Bullying X Todos

Bullying. Este é o nome dado pelos especialistas para todas as loucuras que os jovens/ recém saídos da adolescência têm cometido aos seus antigos "caçoadores"... ou qualquer classe, grupo de pessoas que se assemelhem a eles.
Assassinatos em série, suicídios, tortura ... claro, culpa do bullying. Alguns nem ao menos sabem pronunciar a palavra, mas atribuem a ela todas as coisas sinistras que seus filhos fazem. Nem pensar em repensar a educação que se tem dado aos filhos, nem pensar em desligar um pouco a TV (ou o cabo da internet), nem pensar em conversar com o filho e tentar entender quem ele é realmente, nem pensar em simplesmente parar de querer saber quem irá para o paredão e OLHAR realmente nos olhos de quem está na nossa casa...isolado...vivendo e criando um mundo particular.
É tudo muito simples, é mais confortável ser resignado e tomar como verdade absoluta tudo o que o mundo moderno têm nos oferecido. Por que não aceitar o bullying como o grande vilão?
Eu não sou da área médica, nem passo perto...mas ao meu ver, a sociedade precisa questionar mais, abrir os olhos e perceber que muitas vezes uma relação mais próxima resolveria ou ajudaria a identificar muitos "problemas" dos nossos filhos.
Gerações atrás, não se falava em bullying. As crianças eram "zoadas" pelas suas peculiaridades e das três uma: ou reagiam e resolviam na hora do recreio suas desavências ou se acoavam e só quando adultas riam dos tempos de colégio, relembrando dos velhos apelidos ou, por último... dependendo da sua cabeça/ formação/ dificuldades precisava de ajuda para aquilo não interferir na sua vida pessoal.
Eu não quero com isso dizer que tudo é simples, que temos que achar normal ser "zuado", eu só quero dizer que não estamos sabendo olhar para o problema sob outra ótica. Não paramos para pensar que talvez, as brincadeiras, as zoações, os pilantras do colégio continuam os mesmos. E sim, nós que estamos nos tornando frágeis demais devido ao ambiente em que estamos crescendo. Ninguém conversa mais. Ninguém se importa mais. Todos estão com a TV ligada e com a música alta no seus Ipods.

Um comentário:

Oscar disse...

axar um problema fora de casa é a saída mais facil pra resolver problemas nascidos dentro de casa..a humanidade anda uma merda,e de humanidade só traz o nome.pais longe dos filhos,filhos longe do mundo real e vidrados no mundo da internet..sei la..axo q todo mundo precisa mesmo é jogar bola descalço na rua..aprender a ser gente mesmo,não um nickname..enfim.