23 de dez de 2011

“E, por último (agora, sim, encerrando), risque do seu Aurélio a palavra perfeição. O dicionário das mulheres interessantes inclui fragilidades, inseguranças, limites. Pare de brigar com você mesma para ser a mãe perfeita, a dona de casa impecável, a profissional que sabe tudo, a esposa nota mil. Acima de tudo, elimine de sua vida o desgaste que é tentar ter coxas sem celulite, rosto sem rugas, cabelos que não arrepiam, bumbum que encara qualquer biquíni. Mulheres reais são mulheres imperfeitas. E mulheres que se aceitam como imperfeitas são mulheres livres. Viver não é (e nunca foi) fácil, mas, quando se elimina o excesso de peso da bagagem (e a busca da perfeição pesa toneladas), a tão sonhada felicidade fica muito mais possível.”
(Leila Ferreira)

19 de dez de 2011

Coisas sobre mim.

Não sou de escancarar a minha vida, fracassos, vitórias, casos e afins. Mas, quero ser. Dane -se. Quero falar tudo, pra quem eu quiser e como eu quiser.
Não tenho uma vida perfeita. Não espero nada de uma pessoa até que não a conheça muito bem. Mas, depois vou ter sempre uma expectativa perante ela... e, caso eu me decepcione: Ferrou. Caso eu me surpreenda: Conte comigo para sempre.
Tenho 23 anos e já tive sonhos desfeitos, choros de novela (aqueles que a gente bate a porta e vai escorregando o corpo até cair ajoelhada), já me peguei rezando no meio da rua para uma pessoa qualquer...ao perceber que o problema dela era bem pior que o meu. E fiquei com vergonha de mim.
Sou 8 ou 80. Se eu digo que não é não. Posso até mudar de idéia, mas demora tá. Faz parte.
Não tolero passividade e indiferença. Você podia ter feito alguma coisa e calou? Me sinto péssima quando percebo isso em mim.
Você não vai ouvir de mim: "Olha que roupa mais cafona dessa menina" e " Essa é puta". Acho que esse é um dos meus erros, ou sei lá...não compartilho esse tipo de informação. Caramba, tenho miopia e sou deveras distraída...mal consigo ver se eu não pisei na merda, quem me dera ver o modelito dos outros. E, esse tipo de papo me cansa. Eu nunca vou conseguir acompanhar esse tipo de prosa....quando vem o segundo comentário sobre alguém, eu ainda estarei tentando identificar a primeira coisa que a pessoa mencionou. É quase assim: Se eu estiver conversando com você, pode ficar sem as bermudas, eu não notarei....desde que esteja de camisetas, Ok?!
Me perco com facilidade. Mas, me garanto na simpatia com os transeuntes e comerciários da região onde preciso chegar. E chego lá !
Existe vezes que alguém tem alguma atitude bacana e eu quero dar o mundo pra ela. Me apaixono fácil. Tem vezes que a pessoa age de um jeito comigo que tudo que eu quero é distância. E, sempre falarei pra você se foi um ou outro.
Não sou falsa, separo emoções em momentos que quero manter-me superior... ajo como se não estivesse ligando...mas, depois que o showzinho acaba eu desabo. Agora quando estou entre pessoas minhas, esqueço o ar de superior e falo na lata: Me magoou pra caramba!
Quando quero saber se alguma vai ou não acontecer, dou uma perguntadinha pra crianças: E aí, o que tu acha??
Não acho que alguém mereça ter que carregar uma carroça catando papelão e chorar no colo da mãe sentadinho na calçada pedindo dinheiro. Mundo cão.
Acho que certas pessoas têm tudo e não dão valor, sabe? Deixam o seu mundo cair por tão pouco. Confesso que tenho esses momentos também, mas sempre levo um tapa de realidade e acordo pra vida.
Já joguei tudo pro alto. Já joguei no lixo uma "boa chance" na minha vida. Mas, se tu me perguntar se eu faria tudo de novo, a minha resposta é SIM. Sabe quando a gente pode dormir e acordar 60 dias seguidos e continuar não se vendo alí onde você está? Então.
Já agi pela razão e pela emoção. Sempre me dei mal quando fui somente pela razão. Sabe o que é? É que dessa vez eu me esqueci que é pelo coração que Deus fala comigo e não pela minha massa cefálica. Aí ó, foi triste e foi feio. Tô aqui lutando pra reverter a coisa.
Não admito metades, comodidades, '' é o que temos pra hoje'' e vai que...
Decidi que este post vai ser sempre atualizado. Assim que eu descobrir mais coisas sobre mim (neste contexto), eu volto aqui.

16 de dez de 2011

Você já me viu séria, já meu viu de porre, me vi fazendo drama. Mas triste, isso eu nunca quis que você visse. Mas nada vai fazer com que eu desista. Nada é pra sempre, eu sei que sou capaz. A vida não é isso, ela é muito mais. Só tenho que dormir de novo, pra sonhar de novo.
Faça isso, faça aquilo, perca peso, tenha estilo, compre esse, prove aquele, siga a moda... Eu não vou fazer o que todos fazem, eu vou fazer o que eu quiser, o que eu conviver bem.
De noite é tudo muito pior... mas a vida não é somente de altos, com os baixos também trabalhamos...não é diferente pra ninguém. E, eu ainda sinto que nada é tempo perdido. Nada.
Quando a gente menos esperar eu vou poder dizer que sobrevivi. Passou. Vai ficar tudo bem. A terra continua a girar. Dias ruins virão também ... e o céu não vai desabar!
P.S.: Quem me dera essas frases fossem todas minhas ... Bah, são versos soltos de músicas principalmente do Capital Inicial e algumas palavras minhas. Esses versos sempre parecem fazer sentido para mim.

10 de dez de 2011

Eu não me lembro da última vez em que foi fácil.

1 de dez de 2011

Daí que nos meus momentos de ócio eu vejo Mulheres de Areia! Sim, vejo a reprise quando dá e se perco, vejo no youtube!

Não sei, mas essa é tipo a minha novela preferida. Me divirto com o Tonho da Lua e a Malu - Maluca. (é grave isso gente, eu rio sozinha com essa novela!!!)

Tem como não amar aquela fofura do Da Lua falando : A.. A Rutinha é boa, a Raquel é Má! Há! ?????



29 de nov de 2011

Hoje quando eu voltava pra casa depois de um dia super peculiar e nada auspicioso eu ensaiei começar a reclamar mentalmente... sabe, eu faço isso com frequência, reclamo mais comigo mesma do que com ou outros...e eu mesma me respondo. Louca que sou, crio diálogos, cenas de novela mexicana, corto cabeças, me dou novas chances, falo as coisas que deveria ter dito e calei...TUDO NA MINHA MENTE! Há!

E, foi no exato momento em que eu iria iniciar um devaneio desses no meio da rua, eu disse pra mim mesma: Parou! Silêncio menina. Já deu por hoje.
E, vim assim pra casa: em silêncio comigo mesma. Sem questionar, sem reclamar. Só voltando pra casa...e foi tão bom sabe?

26 de nov de 2011

Assisti esses dias um filme demais, com nome aqui no Brasil "Amizade Colorida". Sim, é uma comédia romântica, mas engana-se quem pensa que é só mais uma. Tem o charmoso do Justin Timberlake e tem a sua bundinha de fora (convenhamos rs)... e dá para se apaixonar fácil por esse filme por inúmeras coisas: trilha sonora (Jump Jump), Justin, cenas apaixonantes de um casal moderno (um conto de fadas da vida real) e também a questão do Alzheimer sendo tratada de forma real. Não vou contar o filme...vale a pena assistir!

Lembrei muito do meu avô ao prestar mais atenção na história...Ele está com um começo de Alzheimer (bemm no começo mesmo, então o efeito do tratamento é bom) e ele esquece de algumas coisas, conta histórias repetidas vezes e eu gostaria que todos tivessem a paciência que o Justin (fiquei íntima dele agora) teve com o seu pai no filme. Meu vô sempre será o meu vô, independente de quantas vezes ele contar uma história, de quantas vezes ele esquecer um fato. Eu amo ele pelo que ele foi e pelo que ele é comigo. E, posso falar? Ele vai tirar isso de letra como fez com tantas outras coisas!

23 de nov de 2011

Pra variar.

Depois de tanto bater a cabeça, eu decidi que não quero mais ficar reclamando a todo o momento e tentando entender o por que de eu ter feito aquilo e não isso. Eu hoje quero agradecer. Agradecer justamente por ter feito aquilo e não isso. Com certeza, tem uma razão pra tudo isso. 
Hoje, eu vou agradecer tudo: vida, família, irmã (eu sou tão louca que coloco a minha irmã fora da classe família), aquele garoto que eu tanto amo, amigos, minha personalidade, meu jeito de ser, meu corpo (que me carrega o dia inteiroo), as músicas que escutei e que ainda vou escutar, os lugares que já fui e que ainda irei, os filmes (nossa ainda tem tantos pra assistir), os shows da minha vida, a criancinha que não morreu, os cachorros que me fazem fazer cara de boba a todo o momento, os meus primos que tanto me odeiam quando eu coloco o cabelo deles para trás da orelha, o meu emprego, tudo que eu estudei e que ainda vou estudar, as novas línguas que estou aprendendo..., minha saúde.
Bom, é isso...chegou a hora de parar de pedir e agradecer um pouco.

Tks, Deus!

27 de out de 2011

A gente tem direito a ter uma segunda chance né? E quando a gente realmente PRECISA dela? A vida faz tanta coisa com a gente que parece que tudo não passou de um sonho e parece que nem dá tempo de parar, pensar e respirar. É vida, eu estou precisando de uma segunda chance.



9 de out de 2011

A arte de conhecer pessoas.

Um tio de minha mãe teve câncer e precisou operar e retirar boa parte da garganta. Não sei muito bem como isso funciona, mas a princípio ele só se alimentaria através de sonda e não falaria mais. Algo muito triste para uma pessoa de 50 e poucos anos. Fiquei triste quando minha mãe me contou, mas não tive tanto envolvimento com a notícia pois nem me lembrava direito dele...sabe parentes que moram longe e que só vemos em casamentos? Então, era assim com ele.
Hoje, fomos fazer uma visita a ele que já está em casa. Fiquei apaixonada pela pessoa que ele é. Ele ainda não está falando, então usa um caderninho para se comunicar com todos. Mas, não foi através dele que  demonstrava sua receptividade, sua gratidão por estar vivo e seu carinho com todos. Pelo que soube da história ele foi daquelas pessoas que nunca fizeram mal para ninguém, a não ser para ele...pois bebia e fumava demais. Mas, gente... apaixonei-me pelo seu jeito de tratar a gente, pelo seu olhar que substitui a fala. Uma pessoa que não julga ninguém, nem a si mesmo, que agradece a vida de uma maneira que só quem chegou bem perto de perdê-la sabe fazer e que faz questão de deixar em cada pessoa que passa por perto, uma pontinha de alegria e a certeza de que o seu coração é a sua melhor parte. 
Enfim, com ele não tem aquela saia-justa comum em família, não tem aquelas perguntas indiscretas. Só teve bolo de doce de leite e sorrisos.                                      

6 de out de 2011

"A vida é boa Sebastião"

Que bom que passou. Aquela sensação de velhice ou um tipo de autismo mesmo. Sabia que aquela não era eu de verdade. Cada vez que via algo bom da vida lembrava que aquilo poderia acabar. Não trabalhamos bem com o finito. Dias de nostalgia. Dias de crise. Pura inércia. Mas, estou voltando... Cazuza tem me ajudado muito. Livros tem me aberto os olhos. Andava me sentindo só mais uma naquela multidão casa-trabalho-casa-trabalho. Todo dia sempre assim. Sem emoção. Somente razão. 
Estou me redescobrindo. Posso mais. Acho que tudo muda quando você decide que pode ter mais. Aí, não tem jeito: As coisas acontecem. De dentro pra fora, sem aquela foto estampada nas redes sociais, mas acontece.
Aquela ânsia de engolir o mundo no embalo de uma rede em um final de semana. Felicidade realista.

Aqui a gente não precisa de muito para ser feliz. Que bom!

9 de set de 2011

Um basta.

Uma coisa eu tenho percebido: não quero ser mulherzinha. Sabe essa coisa de deixar as lágrimas rolaram livremente, de colocar a mão na cabeça e dizer "eu não aguento mais" (essa é a minha preferida). Sabe, aquela coisa de sofrer com cada palavra que escuta e querer entendê-la sílaba por sílaba...ao invés de simplesmente dizer um "não quero assim e pronto"....simples assim igual os caras fazem. Por que afinal, quando se trata de homem, não tem lero lero, eles quando não querem uma coisa, simplesmente o dizem e pronto. Não tem esse lero lero. E, é assim que eu quero agir. Eu que nunca fui uma lady, quero viver melhor e de maneira mais simples. Simples assim. Eu quero ser assim com o tio da padaria que teima em me dar bala de troco, com a minha mãe que teima em querer que eu coma mais, com a minha caixa de e-mail que cisma de colocar meus e-mails importantes no lixo, com a minha dor na coluna que teima em não me deixar de pé muito tempo e com o universo que teima em me oferecer empregos chatos e mal remunerados. NÃO QUERO ASSIM.

Atenciosamente,

Cristiane.

29 de ago de 2011

Não é sempre que alguém faz um texto inteirinho para você.



http://kasademaejoana.blogspot.com/2011/08/la-se-vao-as-cristianices.html


Viu? E não é sempre que se encontra um amigo de verdade neste mundo tão cheio de sí.

coração/felicidade/histórias

Ela me perguntou se era certo se sentir "pisando em ovos" a maior parte do tempo. Eu disse a ela que no começo é normal...mimimi...aí ela vem e me diz: "mas e quando esse começo já ficou para trás há um boom tempo??". E, eu fiquei sem saber o que dizer. 

Ela liga, tenta puxar assunto e ele está lacônico. Diz que está cansado. Ela espera compreensão (ela está passando por mudanças - de emprego, de pensamento - precisa conversar). Ela tenta ser ela mesma, mas sempre acaba sendo repreendida. É apenas o jeitinho dela.

Ela vê um texto fofo na internet e cruza os dedos para que o seu amor fique assim também. Ela quer cuidados, atenção, quer falar de outros assuntos que não seja negócios, dinheiro e sexo. Ela quer falar deles. Ela quer sentir paz no silêncio, quietude no coração e aquele quentinho no peito que só quem ama sabe o que é.

No fundo, no fundo, ela é só uma menina buscando um jeito pra viver que lhe gere expectativas de ver o amor crescer. Ela quer acreditar no amor. Ela quer mostrar o seu amor. Ela sabe que ama um tantão assim e quer se sentir assim também. Ela ama demais todinho ele. Até os seus defeitos. Por que no fundo, no fundo, ela sabe que ele não seria ele sem os tais defeitos. 

Todos falam que ela sonha demais. Mas, ela sabe que tem muito pra dar e por isso sente tanta coisa entalada na sua garganta e no seu coração. Ela precisa ter a oportunidade de se doar por completo. Sem restrições.

Ela é apenas uma menina com seus hormônios a mil...Ela é apenas uma menina na TPM.

Tentei explicar isso a ela. Assim, deste meu jeito confuso e sincero demais.

Ela se justifica dizendo que enquanto seu coração pedir o coração dele, ela não irá desistir. Achei digno. Achei justo. Achei lindo.

"Eu tinha tudo que eu sempre quis, mas nada do que eu preciso de verdade (…) Eu não tenho nenhum plano depois e isso é novo pra mim. Lá vai a minha proposta… Eu proponho não fazermos planos; Eu proponho darmos uma chance para nós e deixar todo o resto acontecer. O que você acha? Quer não fazer planos comigo?"



29 de jul de 2011

"Nunca é tarde pra quem já entende que a vida...Começa sempre depois de uma boa noite de sono"

Esse é um trecho de uma música do grupo Biquini Cavadão (herança linda dos anos 80) que chama-se " Antes do mundo acabar" e definitivamente, fazia tempo que não encontrava uma frase tão verdadeira. Sério. Afinal, a vida não é cor de rosa todos os dias e tem horas que a gente só quer chegar em casa e enfiar a cabeça no travesseiro para ver se a maré baixa novamente...e para mim, atualmente, essa música quer dizer exatamente isto. O tempo, as alegrias, as dores, nos mostram que sempre depois de um dia, uma semana, uma fase muito difícil, sempre vem uma noite de sono, que nos dá a chance de encontrar novamente o sol pela manhã...nos chamando e nos convencendo de que as coisas podem ser lindas, assim...só para variar um pouco!

Para quem quiser escutar, fica aí o vídeo.


24 de jul de 2011

Aprender a dirigir sua própria vida. E, não ser pego de surpresa a todo o momento com coisas que você realmente não esperava e não curtia.
Dizer o que precisa ser dito. Independente do que vai acontecer daqui para frente. É necessário saber o que se quer, alías...é preciso saber o que não se quer.
Aproveitar o momento "aqui agora" e não ficar sempre com os olhos por cima dos ombros da pessoa a procura de coisa melhor... Se você realmente acha que pode achar coisa melhor, abandone agora o que você tem, o que você está construindo...se não puder dar o seu melhor, saia de cena e vá atrás do que quer. Antes que seja tarde.
Viva tudo o que tiver que ser vivido até a última gota...até poder dizer: Eu vivi o que eu escolhi viver.

18 de jul de 2011

Sabe aquela fase da vida que você não sabe se dá a volta ao mundo ou se cria raízes em algum lugar? Então, tô assim.

15 de jul de 2011

Harry Potter e as relíquias da morte - Parte II

Daí que eu assisti Harry Potter Parte II - Final na pré estréia (trabalhar no depto. de marketing tem lá suas vantagens!) e posso dizer que  foi sensacional.Nunca tinha ido à uma pré estréia e adorei o momento. A fila estava enorme e cheia de pequenos e grandes bruxos! Não sou uma fâ histérica da saga, mas também não deixei de acompanhá-la e confesso que ver o desfecho desta história deixa uma sensação de "puxa vida, o tempo está voando mesmo"!

Não vou contar o final né? Mas, o filme é tudo e um pouco mais daquilo que a gente espera!

P.S.: Como eu não conto só as coisas boas, tenho que dizer: Ser míope e assistir filme 3D é um saco viu. Não dá para ficar de óculos de grau e a legenda fica toda flutuante e embaçada na tua frente. Só quem é míope sabe do que estou falando...tive que fazer um esforço que vou te contar hauha!




10 de jul de 2011

As mídias sociais estão em todos os lugares e alcançando dimensões cada vez maiores, mas eu não sei se estão sendo realmente úteis sabe? Similar aquele aluno exemplar que domina cálculo mas se vê frustrado ao ter que aprender no ritmo dos demais aquilo que ele já entrou na escola sabendo...tipo perda de tempo ... É isso que eu acho que está acontecendo com as mídias socias: estão sendo subutilizadas.

Vemos diversas hashtags que poderiam objetivar uma causa com um fim claro e real, ganhando os TTbr para dizer "chupabambi". Aí eu me pergunto: Por que a gente não consegue os TTbr tentando disseminar a idéia de que ser doador de medula óssea é quase indolor e pode salvar uma vida.

Gente, desculpe o desabafo, mas estou cansada de ver tanta futilidade ganhando mídia e do outro lado ver uma criança de oito anos morrer vítima de câncer, por que não encontrou um doador compatível.
Acredito na humanidade, acredito na boa vontade das pessoas, só acho que a gente pode muito mais, sabe?

5 de jul de 2011

Diarréia verbal!

Foto: Reprodução

UPDATE: Não seria justo não dizer que por incrível que pareça estou curtindo estar onde estou e fazendo o que estou. Nada de ilusões,  nada de dizer que é isso que quero fazer da vida, mas estou considerando um desafio, uma fase (tipo videogame mesmo... ) E, estou vendo que sim,  sou capaz de lidar com números e sistemas! Para alguém que muitas vezes já pediu informação para pode chegar em casa, estou me amando!
Oi, meu nome é Cristiane, tenho 23 anos e estou há 01 dia tentando dizer somente o que eu realmente sinto! (Digam olá para a Cristiane...)

Poutz, é assim que eu me sinto nesta questão: prestes a cair na tentação...tipo AA mesmo. Não, é sério e grave, não estou brincando. Vejam:

Cena 01: Cristiane foi promovida a uma função que ela nunca desejou (pelo contrário, sempre disse que nunca iria trabalhar naquilo). Cristiane sabia que seria promovida e estava preparada para recusar a oferta... Até o chefe chamá-la na sala dele. 
O que Cristiane fez: Sim, eu aceito! *risadinha tensa*
(Poxa, é só uma promoção meu...releva né!)

Cena 02: Cristiane estava prestes a falar umas verdades para aquela pessoa, ensaiou, planejou, dramatizou. Imaginem o que Cristiane fez: Disse algo totalmente ao contrário daquilo que estava pensando há tempos.

Cena 03: Cristiane é pega de surpresa com lindas palavras e elogios. E, ficou com uma vontade enorme de retribuir e dizer " conte -me mais sobre isso...fale mais, mais"!
O que Cristiane fez: Imagina, não sou nada disso não. Grrrrrrrrrrrrrrrrrrrr

É de morrer ou de matar uma criatura dessas??

Estou tentando falar mais devagar para ver se isso para de acontecer...Estou lendo mais para as palavras certas não fugirem, estou me tornando uma pessoa mais centrada e menos louca mas, não está funcionando!

Eu queria saber se isso acontece com vcs e se não, qual o segredo da sanidade???

29 de jun de 2011

Aprendendo com Rocky Balboa


Depois que o B. me mostrou um trecho de um dos filmes do Rocky, tenho assistido aos filmes sem parar. Nunca vi personagem tão apaixonante e tão gente ao mesmo tempo. Afinal, Rocky não precisa de quase nada para ser feliz: Ele só precisa de um objetivo na vida, de sua Adrian do lado e de olhos de tigre para enfrentar os obstáculos. É isso que ele é e precisa.

Seu personagem encanta a todos quando diz (repetidamente) à Adrian que não importa o que eles possuem (ele cita a casa, o carros), o que importa é eles sentirem -se realizados e terem um ao outro...
Gente, ele tem até um "uniforme"! Sabe aquela coisa "gostei desta roupa, VOU USAR SÓ ESSA"? Essa coisa infantil mesmo, que a gente bem que gostaria de fazer, mas tem vergonhinha dos outros? Pois é. Rocky não tem e é assim. Lindo com seu uniforme! Há!

Enfim, entre muito sangue, muitos conselhos pra vida e muita pancadaria...posso dizer que me apaixonei por Rocky Balboa. Assisti ao 4º filme de um total de seis e já começo a ficar triste só de pensar na possibilidade de Rocky acabar (Ahhhh)
Precisamos de mais "Rocky´s" neste mundo: gente que precisa de menos e é mais.

22 de jun de 2011

Saudades de mim.

Quem pensa que se conhece e é 100% verdadeiro com tudo o que pensa e sente só pode estar mentindo. Afinal, tem certos momentos que tudo o que eu penso é: não devia ser assim, não era para ter falado assim...e por aí vaí. Só sei que eu ando com uma saudade imensa de viver sem medo de ser feliz... com tudo o que eu tiver direito. Aquela vontade que não tem nada no mundo que te segure, aquela vontade que te faz esquecer de coisas que antes pareciam tão vitais para você. Aquela sensação de parecer estar fora do corpo. Aquela sensacão que te faz quebrar todas as promessas antes feitas: até aqueles acordos bobos que você tinha feito consigo mesmo. Aquela coisa com um Q de pecado. Ando com a mente tão aberta que tomo frases de livros, músicas para minha vida, como sendo o encaixe perfeito com o momento que vivo. E, uma coisa eu sei: não há de existir pecado nem culpa em uma vida bem vivida...há de existir apenas vida, com todos os seus erros e acertos. Mas, todos dizem o contrário:  isso é vergonhoso, vc deveria pensar assim, isso coisa boa não há de ser...e eu fico perdida e travada. Mas, Deus não é esse carrasco que pintam...e me deu esse tempo (tão pequeno, convenhamos) na terra par ser feliz, experimentar, fazer o bem e ser FELIZ. A culpa (não falo somente na culpa católica, mas também naquela que nos faz estar no presente querendo estar no futuro, com medo de estar perdendo TEMPO, aquela culpa que faz com que vivamos atrelados a pequenas convenções não seguidas (até então) de coração)...não há de ser coisa de Deus.

Tudo isso para dizer que amanhã é feriado e eu estou aqui com um papelzinho na mão de coisas que gostaria de fazer neste dia...e acabei de constatar que: Caraca, não vai dar!!!

15 de jun de 2011

Para o meu futuro.

Para você querido(a), eu tenho que dizer que o mundo é um tanto quanto bagunçado. As pessoas dizem o que não querem e escondem o que querem dizer. Tenho de confessar que a gente conforme vai crescendo, começa a fazer milhares de planos. Começamos com uma bicicleta e no meinho da juventude, desejamos conquistar o nosso primeiro milhão. É, realmente, está um caos. Eu também me perguntei: "Um milhão antes dos 30? E tempo para namorar? Para tomar um banho de cachoeira e assistir todos os filmes daquele livro velho que li? Em qual hora do dia eu sentarei ao lado do vovô para escutar suas histórias?" Mas, fica tranquilo, não se assuste, a gente também aprende duas palavras: amor e escolha. Não terá jeito filho, você terá que escolher ficar com quem, com o quê você ama. E eu já te adianto: Tenha cuidado com essa fase, pois a partir dela, você saberá o que fazer com muitas outras dúvidas da tua vida. Mamãe também já passou (está passando) por isso. Escolher caminhos é um saco, mas eu já cheguei nessa fase. E, de verdade: busque aquilo que você ama como se aquilo fosse o ar dos teus pulmões. E, tudo o que desejar de bom na tua vida virá junto. Quando eu digo amor, eu falo dele em relação a tudo na tua vida: o que brincar, o que falar, em quem confiar, em quem acreditar, para quem pedir conselhos, com quem namorar, em quem sentar no colo para simplesmente agarrar o seu pescoço e dizer "Te amo".Falando em namorar, eu já vou te adiantando: você  irá conhecer muitas pessoas, vai ficar confusa, vai achar que achou a pessoa, vai achar que estava errada, mas vai estar certa somente quando após toda confusão, toda bagunça interna, você ainda quiser voltar para esta pessoa. Sim, depois dos seus pais, a pessoa amada deve ser um ponto de repouso, sabe aquela sensação " de volta para casa". Exato. Esta sensação querido(a) é uma das melhores e maiores coisas que você deve buscar em um relacionamento.

E quanto ao mundo, nunca acredite que você não faz parte dele, pois você faz sim. E deverá fazer o melhor para fazer dele um lugar melhor para se viver. E ponto. Nada de falar DANE-SE hein. Eu quero que você entenda desde já, que se o mundo ainda não é perfeito é sinal de que ainda temos muito trabalho pela frente...e você como homem / mulher que será, deverá agir com prudência em tudo o que fizer. Não, não quero tirar a diversão da tua vida, mas prudência é essencial. Haverá horas de diversão, de risada, de coisas insanas, de tentativas, de loucura, mas quero que nunca se esqueça da prudência. Sim, este sentimento que nos avisa de que algo não acabará bem antes mesmo de começar, nunca nos engana. Onde estiver, zele pela tua vida e daqueles que você ama ou que estão a sua volta. Nunca se aproveite de pessoas ou situações com o objetivo de se sair bem. Não será necessário passar por cima de ninguém para conseguir o que quiser. Acredite: o que você não tiver (ainda) é por que talvez você não esteja preparado para receber tal coisa. E, tirando isso: se divirta. Brinque, sorria, beba (com moderação) e uma vez ou outra sem moderação. Ah, fala a verdade: não fará mal a ninguém comprar aquela roupa caraaaa num acesso de fúria. Tá perdoado desde já. Acontece com todos nós. Menos com a mamãe....mimimi.

Ah, deixa eu te falar (apesar que a esta altura você já deve saber): Mamãe não é perfeita. Não. Eu errei, erro e errarei muito ainda. Com você, com o papai e comigo. Mas, saiba que estou tentando acertar tá. E, por favor me acorde para a vida quando eu começar a ficar ranzinza ou querer cortar todos os "baratos" da tua vida. Eu sei que por mais que eu queira te proteger, na maioria das vezes você que terá de colocar o dedo na tomada para descobrir que sim, queima e dói!

Antes que eu me esqueça (mas não menos importante), o papai ... sim, este com quem escolhi ter você... ele é a cabeça desta relação... a mamãe pensa, pensa, pensa e ele me chama novamente para a realidade. Você já deve ter percebido. Ele, antes de ser meu amor, é meu amigo...e a partir de agora, eu divido ele com você...todo o seu amor, suas palavras, sua dedicação e sua presença. Eu divido com você. Assim como ele também está me dividindo com você. Quero dizer uma coisa: se você ver certas cenas no nosso quarto(ah deixa eu falar vai...a esta altura você já sabe de tudoo)...saiba que não, não é briga. É amor. A gente precisa ter um tempinho para namorar né...e trazer a tona todo aquele amor que fez com que você viesse para a nossa família. E não, não tem nada de indecente eu conversar sobre isso com você. Não tem nada de errado amor e sexo...desde que as duas palavras estejam juntas. Caso contrário, aí sim eu te digo...você poderá ter alguns problemas. Agora, se for sexo e amor...com certeza só virá coisa boa...assim...tipo você. E eu sei que você saberá identificar o que é só sexo do que é amor. Ah eu sei.

Vem cá, só mais uma coisa...sabe quando tudo  parece confuso. Sabe quando nem a gente se entende? Então, reze. Sim, por mais que todos digam que as respostas estão sempre em você e que não precisa de ninguém? Mentira. As respostas podem até estar com você, mas a confusão é tanta que a gente nem vê...então... fale com Deus. Tenha fé. Dedique um tempo para Deus. Não apenas quando precisar. Fale com ele sempre.Encontre um horário na tua agenda para estar com Ele. E, aquela história de "tudo o mais vos será acrescentado"....é pura verdade. Confie em Deus. Confie em você também.

Filho(a), já falei demais né...não se preocupe em entender tudo de uma vez só. Um passo de cada vez.Fale comigo sobre qualquer coisa que quiser (acredite, eu posso ter pensado ou feito coisa mais feia ainda kkk) E, resumindo: eu desejo que você tenha a "cuca" legal e o coração trabalhando para o bem. É isso.

Uma beija, com amor...
Mamãe Cristiane!

10 de jun de 2011


Hoje é sexta. E sextas são sextas. Incrivelmente lindas, sexy. Eu me sinto assim e vejo todo o mundo assim também (opa, nem todo o mundo)...E, a gente pode levar esporro do chefe, pode ter se descabelado no trem, pode estar de tpm, pode ter chorado no banheiro do serviço, mas falar 5 minutos com o B muda tudo...e às 18h00 eu volto a ser EU... Então, nada como uma música para inspirar um pouquinho né!
Tem pessoas que sentem prazer em fazer os outros se sentirem um lixo. No momento, eu já sei o que eu vou fazer em relação a isso. Mas, para você que ama pisar nos outros e demonstrar o seu “poder” eu digo: Eu não sou da sua laia, eu sinto prazer em ver os outros bem.

8 de jun de 2011

Pra quem curte Jazz...como eu:

Festival de Jazz!

Espetáculos no parque e na platéia externa do Auditório Ibirapuera – Entrada Franca:
Domingo, 12 de junho


10h – Funk Off Brass Band Parade
17h30m - Sharon Jones & The Dap-Kings
19h – Cinema ao ar livre BMW: apresentação do filme ‘Jazz on a Summer’s Day’
Filme de Bert Stern, com co-direção de Aram Avakian
Duração: 84min
Ano de lançamento: 1960

Como em todo grande festival, alguns shows são de entrada franca, porém terão vários outros (pagos) que iniciam na sexta -feira.

Confira a programação completa do BMW Jazz Festival:

7 de jun de 2011

O peso de uma decisão.

Sempre fui adepta da máxima: se ao imaginar-se tomando uma decisão, você ainda sente-se angustiado, com o coração pesado...ops, tem algo errado aí. Mas, se sentir-se leve e em paz...decisão correta. E, assim fiz. E que Deus nos proteja!

6 de jun de 2011

"Vamos rasgar os planos, apagar os projetos de futuro, soltar os ombros, respirar fundo e começar do zero. Sem esperar nada. Sem expectativas, sem historinha bonitinha, sem diminutivos, sem intensidades, sem nada. Apenas com a coragem, um pouco de egoísmo e algum individualismo para fazer companhia. Vou me esforçar, prometo."

É isso aí que eu quero fazer.


A vida anda dando tantas voltas, mas tantas voltas ... que eu estou cada vez mais certa de que o caminho é esse: não ter medo de recomeçar. Não ter medo de (se preciso) dar 01 passo atrás, na intenção de conseguir dar 10 passos  a frente. E sinceramente: eu não quero me importar com o que todos irão pensar a meu respeito. Eu andei ouvindo boas verdades. E são elas que têm me impulsionado.


Não posso me adiar. É gente, e eu (tãoo inocente) pensava que somente compromissos eram passíveis de adiamento.


No momento, a única coisa que eu não pretendo adiar tem nome. E essa “coisa” sou eu.

3 de jun de 2011

Sou toda errada: Quando eu estou com um problema, eu trato logo de inventar um outro... tudo na intenção de esquecer o problema anterior. Aí no fim das contas, eu fico com 2 problemas. Tem um nome na psicologia que explica isso: é a chamada fase de negação. Tenho que ver isso aí! :)

31 de mai de 2011

Na hora em que eu tive dúvidas: eu tive que engolir cada uma delas a seco. Algumas coisas você tem que destruir para conseguir reconstruir. Não tem outro jeito. A gente tenta, tenta, mas não tem jeito.

Na hora em que eu precisei falar, tentar, descobrir: eu contei com quem eu sempre soube que poderia contar.

"Trate bem seus irmãos - eles serão o seu único laço familiar quando os seus pais se forem."

A mulher de aquário - Sou eu, Sou eu!

"Quando estão amando (veja bem, eu disse a-man-do mesmo) as aquarianas são extremamente fiéis. Pode confiar. Bem, mas não vivemos num mundo perfeito né verdade? Compensando sua dedicação, a aquariana é dotada de um alheamento e falta de emoção em relação às pessoas, que é de se apostar todas as suas fichas como ela não está tão afim de você. Mas ela está. Basta deixar que ela se envolva com sua deliciosa lista de 6 bilhões de assuntos que ela precisa pesquisar e descobrir. Bem como seus outros 6 bilhões de amigos (um em cada canto do universo). O maior erro que você poderia cometer na sua vida seria amarrar os pés das discípulas do vento, ao pé de uma cama.
Acostume-se. Passe a encarar com naturalidade o fato de que ela pratica capoeira, lê livros em cima da árvore (não embaixo), e decide passar as férias trabalhando como voluntária da Cruz Vermelha. Lembra quando você a viu na TV amarrada na árvore que iam derrubar? Pois então. Achei normal. Ela é a única por onde passa a idéia de perseguir uma estrela cadente, enquanto todos os outros estão concentrados em realizar pedidos. E olha que eu ainda não cheguei no principal.
A aquariana não pertence a ninguém porque ela é de domínio público. Elas insistem e precisam ser livres. No entanto, a pessoa que aceita os seus termos, terá sua profunda admiração e devotamento. Ela sabe que não é fácil.
Devo dizer que paixão realmente não é o forte delas. Passam longde do que são as mulheres de escorpião. Serão como borboletas, imprevisíveis, vivendo de acordo com seu próprio código, em sua trajetória singular. No fim da história, ela sofre de um medo secreto de se apaixonar demasiadamente por alguém e acabar negligenciando o mundo e todas as outras pessoas que precisam dela, e vice-versa. Basta dizer que ela é a esposa perfeita para um piloto de avião.
Seu temperamento, bem como o amor que dedica, é definidamente impessoal. A aquariana ama mais a humaninade do que o ser humano. Então elas não demonstram o que estão sentindo muito facilmente. As palavras com as quais elas expressam o seu amor são frustrantemente limitadas. Ela pode ser como um flamingo posudo e elegante nas mais diversas situações, mas em matéria de amor ela se transforma num ogro estabanado. É muito comum que ela viva confundindo amor e amizade tamanho seu desligamento com questões de espécies mais quentes, digamos assim. Há muita coisa linda e maravilhosa pra se ver por ai do que sua cara todos os dias.
É dificil, eu sei. Mas se você está apaixonado por uma mulher dessas há de reconhecer: nunca você acreditou tanto em mágica como acredita agora. É nítido como as aquarianas realmente se destacam, não pelo brilho como as leoninas, pelo sucesso como as capricornianas ou pelo apelo irresistível das mulheres de escorpião. As aquarianas são a cereja do bolo simplesmente porque elas não fazem parte daquele lugar.
Ela é internacional, onde quer que ela esteja.
Não é ótimo? Você pode ter um produto importado, que prevê o futuro, sabe de tudo que está acontecendo e que ainda te ama nos dias em que você se sente menos amado. Tudo isso pelo preço de você não ser tão conservador e reservar sempre uma boa mente aberta."

Autor : Achei este texto na internet...se alguém souber o autor, me avise, que eu divulgo os créditos!

26 de mai de 2011

Lembrar que:

  • Quando eu produzo algo, quando tenho REALMENTE o que fazer sou outra pessoa.
  • Eu preciso sentar aqui na frente deste pc e falar tudo o que está aqui na minha cabeça.
  • e que a vida só é boa se você se emociona ao escutar uma música que se encaixa direitinho naquilo que está vivendo.
  • E, que uma frase (lida em um blog) pode ser tudo o que você precisava que alguém te falasse!
  • E, que o namorado pode até pensar que eu sou uma rebelde que não o escuta, mas não é bem assim. Eu só discuto (e discordo) com aqueles que eu sei que valem a pena. Aos outros, eu só falo "ahan" e viro a página.

"Nossas escolhas estão bem aqui, no coração. Não pense que está no colo de um, na mão de outro. Não se adie, por favor. E não se entregue. Aconteça o que acontecer: não se entregue. Não mude seu jeito por ninguém. Mude suas caras, bocas e trejeitos se quiser. A gente é o que é e quem não gosta, paciência. Não se traia, não se mude, não se mova. Seja você. "

24 de mai de 2011

I'll Be There For You


Então ninguém lhe disse que a sua vida seria desse jeito
Seu trabalho é uma piada
Você está sem grana
A sua vida amorosa é um fiasco
É como se você sempre estivesse emperrado na 2ª marcha
Quando não tem sido seu dia
Sua semana, seu mês
Ou até mesmo seu ano, mas...
Eu estarei lá por você
(Quando começar chover)
Eu estarei lá por você
(Como estive lá antes)
Eu estarei lá por você
(Porque você também esteve lá por mim)

Você ainda na cama às 10
E o trabalho começou as 8
Você queimou seu café da manhã
As coisas indo bem
Sua mãe lhe avisou que haveria dias assim
Porém ela não lhe disse quando
O mundo te levaria a ficar de joelhos

Eu estarei lá por você
(Quando começar chover)
Eu estarei lá por você
(Como estive lá antes)
Eu estarei lá por você
(Porque você também esteve lá por mim)

Ninguém nunca poderia me conhecer
Ninguém nunca poderia me ver
Já que você é o único que sabe
Como é ser como eu
Alguém para encarar o dia junto
Para atravessar a bagunça junto
Alguém com que vou sempre
Mesmo no meu pior, Sou melhor com você
Yeah!

É como se você estivesse sempre emperrado na segunda marcha
Quando não foi seu dia
Sua semana, seu mês
Ou até mesmo seu ano...

Eu estarei lá por você
(Quando começar chover)
Eu estarei lá por você
(Como estive lá antes)
Eu estarei lá por você
(Porque você também esteve lá por mim)

20 de mai de 2011

18 de mai de 2011

Hoje (12/05) é o dia é do D.



Afinal, existem diversas coisas e pessoas no mundo, mas tem um sorriso meu que é seu...

No meio de tudo, você!”


Porque para pessoas especiais não basta dizer Feliz Aniversário.

17 de mai de 2011

E sabe quem está como protetor de tela no trabalho???


Foto: Reprodução

Nunca ninguém me explicou com tanta clareza o que é que o Blu-ray tem.
 "é de se entregar o viver".

10 de mai de 2011

Minha missão para hoje: Conquistar o mundo! (inclusive o meu)

9 de mai de 2011

Foto: MailOnline
 “A mãe de Xiaomeng morreu quando ele tinha 9 meses. Tive que criá-lo. Trabalhei duro para sustentar a família. Minha esperança para o garoto não é muito grande, mas eu quero que ele viva no mundo real, seja uma pessoa real. Disse a ele várias vezes que ficar na internet é uma coisa ruim, mas ele não me ouve. Eu bati nele porque não quero que seja destruído pela web".

“Lu tirou à força o adolescente do cybercafé, arrancou as roupas do filho na frente dos amigos, amarrou as mãos dele e arrastou o jovem até a casa em que moram.”

Depois que li esta notícia, imediatamente me veio na cabeça este texto. Afinal, a gente encontra mais pessoas que dizem: " Isso não dará certo", do que: " Vá em frente"!!! Por isso, valorizo demais aqueles que insistem em algo que é realmente valioso.

Por Martha Medeiros
                                                                      
Até o mais seguro dos homens e a mais confiante das mulheres já passaram por um momento de hesitação, por dúvidas enormes e dúvidas mirins, que talvez nem merecessem ser chamadas de dúvidas, de tão pequenas. Vacilos, seria melhor dizer.

Devo ir a este jantar, mesmo sabendo que a dona da casa não me conhece bem? Será que tiro o dinheiro do banco e invisto nesta loucura? Devo mandar um e-mail pedindo desculpas pela minha negligência? Nesta hora, precisamos de um empurrãozinho. E, é aos empurradores que dedico esta crônica, a todos aqueles que testemunham os titubeios alheios e dizem: vá em frente!
“Obrigada por insistir para que eu pintasse, que eu escrevesse, que eu atuasse, obrigada por perceber em mim um talento que minha autocrítica jamais permitiria que se desenvolvesse.

Em tempos em que quase ninguém se olha nos olhos, em que a maioria das pessoas pouco se interessa pelo que não lhe diz respeito, só mesmo agradecendo àqueles que percebem nossas descrenças, indecisões, suspeitas, tudo o que nos paralisa, e gastam um pouco da sua energia conosco, insistindo.

“Obrigada por insistir para eu cortar o cabelo, obrigada por insistir para eu dançar com você, obrigada por insistir para eu voltar a estudar, obrigada por insistir para eu não tirar o bebê, obrigada por insistir para eu fazer aquele teste, obrigada por insistir para eu me tratar.”

 “Obrigada por insistir para que eu não fosse àquela festa, eu não teria agüentado ver os dois juntos, eu não teria aturado, eu não evitaria outro escândalo, obrigada por ficar segurando minha mão e ter trancado minha porta.”

 “Obrigada por insistir para que eu deixasse você, para que eu fosse seguir minha vida, obrigada pela sua confiança de que seríamos melhores amigos do que amantes, eu estava presa a uma condição social que eu pensava que me favorecia, mas nada me favorece mais do que esta liberdade para a qual você, que me conhece melhor do que eu mesma, apresentou-me como saída.”

 “Obrigada por insistir para eu voltar pra você, para eu deixar de ser adolescente e aceitar uma vida a dois, uma família, uma serenidade que eu não suspeitava. Eu não sabia que amava tanto você e que havia lhe dado boas pistas sobre isso, como é que você soube antes de mim?”

 “Obrigada por insistir para que eu fizesse o exame, para que eu não fosse covarde diante das minhas fragilidades, só assim pude descobrir o que trago no corpo para tratá-lo a tempo. Não fosse por você, eu teria deixado este caroço crescer no meu pescoço e me engolir com medo e tudo.”

 “Obrigada por insistir para que eu conhecesse Veneza, do contrário eu ficaria para sempre fugindo de lugares turísticos e me considerando muito esperta, e com isso teria deixado de conhecer a cidade mais surreal e encantadora que meus olhos já viram.”

 “Obrigada por insistir para que eu fosse visitar meu pai no hospital, eu não me perdoaria se não o tivesse visto e falado com ele uma última vez, eu não teria ido se continuasse sendo regida apenas pela minha teimosia orgulho.”                                                                                                                                                          

6 de mai de 2011

Difícil falar sobre isso de uma maneira não partidária ou até mesmo sem ar de julgamento. Mas, enfim...esta não é a minha intenção.
Todo esse barulho pelo reconhecimento da união estável entre homossexuais, me fez pensar de imediato:  
- Cara, para onde estamos indo?
Realmente, tenho medo. A vida é algo que a gente tem o livre arbitrio para fazer o que quiser, mas a gente  carrega com a gente todas as consequências destas decisões.
Então, tenho medo pelos que estão sendo influenciados, pelas gerações futuras, pelo meus (futuros) filhos.
Tenho medo de pensar que poucos sentirão a sensação de ter no pai, a figura de um homem, e na mãe a figura de uma mulher, para exemplo. E é isso que eu acho de mais bonito em uma família bacana: olhar para os pais no decorrer da vida,  e crescer identificando traços bacanas que a gente admira e incorpora pra gente. Os meninos: ao olhar o pai e, as meninas: ao olhar a mãe. 
Vejo que aos pouquinhos, estamos  "normalizando", "formalizando"... tudo. E, aceitando como verdade, aquilo que a minoria dita como verdade.
Não vou entrar em questões como: existem pais héteros péssimos. Por que eu sei que existe.

Este texto é somente o meu ponto de vista diante de tantos outros existentes por aí.

Barbudos

Cara, se eu tivesse certeza de que o mundo REALMENTE ficou um lugar melhor com a morte de Bin Laden, eu juro que eu comemoraria.

29 de abr de 2011

Foto: Reprodução

As pessoas estão todas ansiosas. E, eu to cansada de fazer parte disso todos os dias em São Paulo. Eu sinto que eu estou assumindo para mim este ritmo frenético, essa velocidade na voz tão peculiar aos paulista. Esse desespero que faz eu ver uma coisa e quere-lá para mim jhá. Essa bagunça nos pensamentos que me lembram o Tarso (sim, o da novela que escutava vozes)...e parece que as vozes não param nunca na minha cabeça. Eu só consigo me acalmar quando coloco a cabeça no travesseiro e logo ao acordar, todo o filme (do dia anterior e do dia que vem pela frente me vem na cabeça) .

Talvez seja o fato de não saber bem o que eu quero da vida (!) aos 23 anos, talvez seja o fato de a vida não ter descoberto o que quer de mim (aos 23 anos). Talvez seja o fato de eu trabalhar muito longe e passar quase 5 horas só no percurso. Talvez seja o fato de eu ter uma cabecinha muito louca que não consegue parar de pensar um só minuto. Talvez seja o meu jeitinho.

Eu não sei o que é, só sei que eu preciso focar em alguma coisa e ir até o fim. Preciso descobrir o que me move. E ficar lá. Preciso parar de olhar para os lados e olhar para mim, mais vezes. Preciso descobrir o que quero ser “quando crescer”, por que essa indecisão do jeca está me matando! (drama a gente vê por aqui). Preciso lembrar que eu SÓ tenho 23. E, que mesmo tendo SÓ 23 anos, eu já tenho um diploma de bacharel em Administração, um de técnica em Administração, um de Confeitaria e um de Maquiadora. Agora só me falta saber o que fazer com isto tudo. Agora só me resta acordar amanhã sabendo o que fazer. E, eu quero muito saber.

Como uma prática do desapego e do auto controle, eu que já não costumo torrar dinheiro (somente o faço comprando esmaltes, apesar de não pintar as unhas frequentemente...), farei um trato comigo mesma: Não comprarei roupas durante um mês. Farei assim daqui em diante: um mês de privação de coisas que tem me chamado muito a atenção e acabado com o meu auto controle.

Um dia eu estava tão afim de saber qual era a da vida, que em apenas uma tarde eu quase me matriculei em uma pós - graduação e, depois, quase adotei uma criança africana.

Medeixaquehojeeutodebobeira.com.br

25 de abr de 2011

Felicidade realista

Eu estava passeando por blogs (realmente, eu adoro fazer isso), quando fui parar no blog da Samara Felipo, a atriz mesmo....e vi uma fotinho dela com a filha pequenina, na praia, com o pôr do sol de fundo...Aquele olhar feliz de mãe. E me deu um estalo: “Isso é felicidade”...” Ela devia estar bem feliz naquele momento....”!
A felicidade é isso, gente. Entrecortada, retalhada, momentos guardados através de fotos e principalmente através da memória.
A gente perde tanto tempo com besteiras, coisas e pessoas que só nos sugam (e não nos dão nada em troca) e quando se vê em um momento realmente feliz, deixa passar.... ou só vai se dar conta de tamanha felicidade, ao olhar um álbum de fotos antigo.

20 de abr de 2011

" A minha vida, eu preciso mudar todos os dias..."

18 de abr de 2011

"Rock"

Sem Direção -Aditive
Foram tantos anos pra eu me levantar Poder ter a chance de corrigir e apagar Meus erros foram tantos mas sei reconhecer Que entre deslizes e acertos Eu vou viver
Mesmo que às vezes eu não ache solução Mesmo que às vezes eu ficar sem direção De um lado para o outro para não me conformar Não vou mais perder meu tempo aqui E então, Tudo que eu queria era poder alcançar Um ponto em minha vida em que eu possa me encontrar em paz
Espero melhorar Suportar e não olhar pra trás O tempo vai embora e os dias são iguais Mantenho os pés no chão que é pra não ser tarde demais Tentar denovo é fácil
Díficil é perceber que se eu não desistir Eu não vou perder Mesmo que às vezes eu não ache solução Mesmo que às vezes eu ficar sem direção De um lado para o outro para não me conformar Não mais perder meu tempo aqui E então, Tudo que eu queria era poder alcançar Um ponto em minha vida em que eu possa me encontrar em paz
Espero melhorar Suportar e não olhar pra trás Não vou deixar me abalar, me sujeitar, desrespeitar Não vou deixar de ser assim

12 de abr de 2011

Reali Jr.

Foto: Reprodução
Dia 09 faleceu um grande jornalista. Jornalista este que era desconhecido para mim, até que a minha paixão por biografias, me fez encontrar a sua, há uns três anos.
O livro escrito por Gianni Carta - Às Margens do Sena - Reali Jr., me fascinou. A obra foi “contada” por Reali a Gianni. Se tratava de conversas mesmo, onde se falava de tudo: sua carreira como repórter, Jovem Pan, grandes coberturas suas em todo o mundo, sua família, enfim, sua vida. Tudo relatado com ponderação e realidade, simultaneamente.
O que mais me fascinou foi o fato dele ter conseguido o feito (atualmente, um grande feito) de ter conseguido manter a ética tanto na sua vida profissional, quanto na pessoal. Sua conduta lhe abriu caminhos e, não o sensacionalismo. Coisa rara no jornalismo.
Enfim, tudo isso para dizer: Não adianta, quem faz as coisas erradas em um “setor” da vida, vai fazer em todos. Não acredito, não confio naquela:
“ É um filho da mãe como marido (filho/ pai/ e tralálá) mas um excelente profissional”.

Oh raça!

Até quando as pessoas tentarão nos intimidar dizendo:
- Virei aqui com o meu ADVOGADO.
(Até estufam o peito para falar)
Até quando? É tão cansativo sabe.
Após esta ameaça, a única coisa que eu altero na minha programação diária é esperar a pessoa virar a costas e kkkkk... e finalizar com a minha frase preferida “ VOU ATÉ DORMIR NA PIA, depois dessa!”
Não tá fácil, amigos!

8 de abr de 2011

Bullying X Todos

Bullying. Este é o nome dado pelos especialistas para todas as loucuras que os jovens/ recém saídos da adolescência têm cometido aos seus antigos "caçoadores"... ou qualquer classe, grupo de pessoas que se assemelhem a eles.
Assassinatos em série, suicídios, tortura ... claro, culpa do bullying. Alguns nem ao menos sabem pronunciar a palavra, mas atribuem a ela todas as coisas sinistras que seus filhos fazem. Nem pensar em repensar a educação que se tem dado aos filhos, nem pensar em desligar um pouco a TV (ou o cabo da internet), nem pensar em conversar com o filho e tentar entender quem ele é realmente, nem pensar em simplesmente parar de querer saber quem irá para o paredão e OLHAR realmente nos olhos de quem está na nossa casa...isolado...vivendo e criando um mundo particular.
É tudo muito simples, é mais confortável ser resignado e tomar como verdade absoluta tudo o que o mundo moderno têm nos oferecido. Por que não aceitar o bullying como o grande vilão?
Eu não sou da área médica, nem passo perto...mas ao meu ver, a sociedade precisa questionar mais, abrir os olhos e perceber que muitas vezes uma relação mais próxima resolveria ou ajudaria a identificar muitos "problemas" dos nossos filhos.
Gerações atrás, não se falava em bullying. As crianças eram "zoadas" pelas suas peculiaridades e das três uma: ou reagiam e resolviam na hora do recreio suas desavências ou se acoavam e só quando adultas riam dos tempos de colégio, relembrando dos velhos apelidos ou, por último... dependendo da sua cabeça/ formação/ dificuldades precisava de ajuda para aquilo não interferir na sua vida pessoal.
Eu não quero com isso dizer que tudo é simples, que temos que achar normal ser "zuado", eu só quero dizer que não estamos sabendo olhar para o problema sob outra ótica. Não paramos para pensar que talvez, as brincadeiras, as zoações, os pilantras do colégio continuam os mesmos. E sim, nós que estamos nos tornando frágeis demais devido ao ambiente em que estamos crescendo. Ninguém conversa mais. Ninguém se importa mais. Todos estão com a TV ligada e com a música alta no seus Ipods.

6 de abr de 2011

Plagiando uma das falas mais célebres da história do cinema:

"Francamente, querida, eu não tô nem aí."

1 de abr de 2011

Sentimentos

O nosso segundo show do capital inicial juntos...e definitivamente as músicas deles já fazem parte do nosso namoro...da gente!
Estávamos apertadinhos na grade para ver o Dinho de perto. Eu fui barrada e tivemos que comer o bendito do chocolate para poder entrar. A gente não tinha como voltar. O show demorou para começar...
Mas, quando tocou "Natasha" e "Fogo"... e eu sentia você alí grudado em mim...tudo estava perfeito!! Só existia você e eu...

26 de mar de 2011

Eu não quero esquecer a sensação que tive agora. E peço a Deus que não me deixe esquecer.
Eu creio em Deus. Sempre. Algumas vezes mais, outras menos. E estava vivendo um momento em que estava me sentindo meio distante dele. Pode parecer meio estranho dizer isso, mas eu sei quando estou perto de Deus e quando estou caminhando longe dele. E no meio da correria, a gente esquece até do que faz falta pra gente. E eu quase me esqueci.
Hoje, resolvi ir em outro horário na missa e o Padre também era outro, mais jovem e falava coisas que eu precisava escutar...coisas simples e reais... e do começo ao fim, senti que Deus também estava sentindo minha falta. Por que por mais que eu não tenha deixado de ir na missa, eu estava distante dele.
E, eu sei que ele me entende e sabe que tem horas que eu quero jogar tudo para o alto...mas ele sabe tudo sobre mim e até mais do que eu, ele sabe o que é bom para mim. Eu posso até por vontade própria tentar fazer o meu caminho, do meu jeito...mas eu sei que sem Ele nada funciona...ou até funciona, mas não me completa.
Hoje eu decidi decidir. Por que Deus na minha vida é uma escolha, uma decisão.

18 de mar de 2011

Sons

Se tem uma coisa da qual eu tenho orgulho na minha personalidade é o fato de ter a mente aberta .... para estilos musicais! (Vai, eu também experimento muitas outras coisas...pode demorar, posso gritar, pedir para sair, mas nunca digo nunca)!
E através do twitter conheci o grupo S.O.J.A (Soldiers of Jah Army). Sim, é reggae. De um pessoal de Virginia - Washington ! E sim, eu adorei!
Sabe aquele som que te faz ficar deitado na cama em uma sexta-feira a noite pensando no quanto a vida é boa, simplesmente por você poder estar alí, bem com você mesmo. E te ajuda a sair da confusão que você viveu a semana inteira...nessa vida loucaa!
Aquela sensação de : - Olha não sou só eu que penso assim!!
As letras são bem cabeças...falam da vida, de sentimentos, do mundo (de dentro e de fora)!

15 de mar de 2011

Enquanto o trem que espero não vem - Cachorro Grande

Fumando um cigarro eu fico a pensar
Quando eu vou ver você de novo
A brisa bate no meu rosto
A noite vem e passa a revelar
As minhas dúvidas
As minhas explosões
Se você ainda está com medo
Se ainda me guarda segredos
Se o trem que espero vai vir mesmo
Fumando outro cigarro eu fico a lembrar
Das chuvas que nós já tomamos
As confusões que arrumamos
As vezes que saímos sem pagar
Pela cidade escura até o amanhecer
Atrás de algum boteco aberto
Que bom que é ter você por perto
E o trem não tá no horário certo
Que venha o vento
E sopre o tempo
Que passa devagar
E eu paro pra pensar
Se o trem que espero vai vir mesmo
__________________________________________________________________
Depois que eu prestei bastante atenção nesta letra, eu pensei:

- É isso aí...é isso que eu sinto.

Será que é só em mim que bate essa sensação de que por mais que você faça, realize coisas, ainda não foi a “sacada”. Ainda não dei um grito e falei “LEGENDARY!

Algo sempre te puxa e fala: - Ainda não é aí que você tem que estar.

É meio louco eu sei, mas é exatamente assim: “ O trem que espero não vem”...

“Será que o trem que eu espero vai vir mesmo???”.

Mas, cá pra mim: Eu sou paciente. Estou fazendo o meu caminho.

Estou bem perto de gritar - Isso será LEGENDARY!!
Lindi: Se você estiver lendo este texto quero que lembre -se que mesmo eu não tendo muito jeito para dizer coisas bacanas...estamos com você e por você. Para o que precisar.

2 de mar de 2011

Aleatoriedades

· Me choca ver a Sandy como garota propaganda de Devassa. Não sei mais em quem confiar neste mundo.

· Chego na minha 3ª aula de boxe...e ao pisar na sala, eis que no ringue eu vejo uma poça de sangue em volta de um cara que treina comigo.... com o nariz quebrado...tadinho! Aí eu penso: Isso é de verdade, é pra valer.... Yeahh, sanguee!

· Sempre pensei que no boxe teria negões fortões que nem o do clip da Shakira, mas não. Estava errada. O cara que arrebentou o nariz do outro tem o apelido de “Alemão”. Cadê os negões de tirar o chapéu???!

· No curso de maquiagem, tive vontade de pintar uma mulher de “Coringa”. De tão fresca que ela era. Aí eu imagino né:
- É meu aniversário hoje e o meu vestido é preto, faz o que você quiser. Aí eu vou lá e pinto ela de branco e faço aquela bocona vermelha, e quando virar ela para se olhar no espelho, falo:
- Why so serious???! Kkkkk

· Tenho descontado toda as tristezas da vida em Jab, direto e cruzado. Acho muito digno.

· Anda chovendo tanto, mas tanto por todos os lugares que eu ando que nem ligo mais em pisar nas poças. Vou com força agora.

· Meu diploma está pronto. E eu estou com preguiça de ir buscá-lo. Não deveria ser assim né? Pois é.

· Lição para a vida: Você precisa escolher as guerras que quer lutar. Se valer a pena, vá com tudo e não olhe para trás. Aja como se o outro caminho não existisse, definitivamente.

27 de fev de 2011

Tudo que eu precisava agora.

Eu não sei se algum dia eu vou entender tudo o que está acontecendo e tudo o que eu estou vivendo. Eu queria poder falar com alguém sobre tudo o que está acontecendo na minha vida, na minha cabeça... eu queria poder falar, sem julgamentos, sem cobranças, sem medos, sem restrições e sem exemplos de terceiros.
Eu queria só ser eu e ela. Eu queria poder ser eu (com todas as minhas dúvidas, meus medos, meus desejos) em tempo integral. Eu queria que não esperassem a perfeição de mim. Eu queria não ser comparada com ninguém além de mim. Eu queria não ter a culpa sendo usada contra mim, como modo de controle.
Eu queria que entendessem de uma vez por todas que eu fui criada e não adestrada.Eu queria entender cada pergunta deles como uma vontade de fazer parte da minha vida e não como uma vontade de saber se estou fazendo algo "errado" ou "burlando o sistema". Eu queria querer falar.
Queria querer falar onde estou indo, com quem estou indo e o quanto eu me sinto feliz. Eu queria falar dos nossos planos, das nossas brincadeiras, queria explicar o que se passa na cabeça dele. Eu queria poder falar sobre as nossas dificuldades, as nossas tentativas e principalmente dizer no final: " O que você acha??"...e quem sabe depois disso receber um abraço livre.
Eu queria poder contar sobre a minha maior burrada, sobre a coisa mais sem noção que eu já fiz...eu queria que pudessemos realmente fazer parte da vida um dos outros. Eu queria que essas barreiras todas fossem destruídas e que a gente pudesse olhar uns aos outros como família. Independente de quem sejamos, realmente.
Eu queria não ter que arranjar justificativas para cada passo dado. Eu queria que entendessem que eu nunca vou deixar de ser quem eu sou. Eu queria que entendessem que a minha essência é uma só, mesmo que eu não esteja sobre os olhos deles. Eu queria que entendessem que eu posso errar, mas que erros também fazem parte de mim, de tudo que eu sou. Eu queria que eles soubessem que eu não quero se enquadrada como nada, não quero ser definida como tal.
Eu queria que entendessem que eles fizeram um bom trabalho e que estão na nossa mente mais do gostaríamos, só que a gente anda precisando de espaço... a gente anda precisando saber quem realmente somos, sair da bolha. Eu queria saber que se um dia eu errase feio eu poderia contar para eles.
Eu só sei que a gente está perdendo um bocado de tempo com toda essa rigidez. Com essa mania de perfeição e com essa necessidade absurda de sermos enquadrados no rótulo de "família perfeita", ou qualquer outro rótulo. Eu só sei que esse exagero está sugando toda a minha energia, toda a minha vontade de chegar mais perto de vocês.
Eu queria que eles me enxergassem, sem eu precisar me explicar.

25 de fev de 2011

“você se move como se uma legião invisível te aprovasse
você se vai como se de longe você mesmo se chamasse
você me vem como se só em mim enfim você em você chegasse” - Alice Ruiz

17 de fev de 2011

Mãee, não leia:

Eu sempre atravesso a rua com a multidão na Faria Lima quando o farol está fechado para mim. E, ainda penso (enquanto corro):
- Se for pra morrer, pelo menos morre todo mundo junto!!!Tchubirabiron

7 de fev de 2011

Então Charlie Brown, o que é amor pra você?

-Em 1987 meu pai tinha um carro azul.

-Mas o que isso tem a ver com amor?

-Bom, acontece que todos os dias ele dava carona pra uma moça.

Ele saía do carro, abria a porta pra ela, quando ela entrava ele fechava a porta, dava a volta pelo carro e quando ele ia abrir a porta pra entrar, ela apertava a tranca.

Ela ficava fazendo caretas e os dois morriam de rir… acho que isso é amor.

26 de jan de 2011

Desabafo

A pessoa se forma em administração depois de 4 anos sofridos e a única coisa em que consegue pensar é:
- Madonna Mia, quanto tempo falta para começar meu curso de maquiagem?
(Pós, MBA...nem em sonho eu me pego pensando nessas coisas)

24 de jan de 2011

Imagem: Reprodução
“... uma das coisas que aprendi é que se deve viver apesar de. Apesar de, se deve comer. Apesar de, se deve amar. Apesar de, se deve morrer. Inclusive muitas vezes é o próprio apesar de que nos empurra para a frente. Foi o apesar de que me deu uma angústia que insatisfeita foi a criadora de minha própria vida..."

Sempre que eu me vejo reclamando de alguma coisa, achando que a minha vida irá ficar parada até que tal pendência se resolva, eu procuro lembrar deste trecho do livro das Aprendizagens.

Por que a gente é safado né? Fica esperando a vida estar 100% para tomar uma atitude, tomar impulso e passar a ser protagonistas da nossa vida, matar no peito mesmo (erros e acertos). Fica adiando um pouco de alegria com a desculpa de esperar a felicidade absoluta (a idealizada, a que faz mais sentido na nossa mente do que na realidade). E assim a gente dorme no ponto, em cima dos nossos problemas...

No fim, se a gente parar de reclamar dos apesares...a gente descobre que sobrou muita coisa boa que está ali...bem ao nosso alcance.