12 de set de 2010

Tudo que eu posso.

Eu poderia ir com você em todos os lugares que eu sei que você gostaria de me levar. Eu poderia fazer todas as loucuras que quisesse, regadas a cerveja. Sem medo de ser feliz. Sem medo de tudo virar pó. Eu poderia te tocar com voracidade. Eu poderia te ter de uma só vez. Ou bem devagar. Eu poderia ser aquela que faz tudo o que dá na telha, sem medir consequências. Eu poderia concordar com você, só para te agradar. Poderia, de verdade, fazer isso todos os dias. Eu também poderia te comer com os olhos. Cheios de desejo. Só para te provocar. Eu poderia ser uma bomba na tua vida. Correr atrás de você. Querer saber todos os seus passos. Até mesmo apagar toda a agenda daquele seu celular velho. Eu poderia exigir de você que me tomasse sempre que eu desejasse. Eu talvez poderia até te usar... assim, só para tampar os meus buracos...na esperança de esquecer aquele que queria realmente estar do lado. Poderia brincar com você. Com os seus sentimentos. Te fazer chorar. Poderia até mesmo te fazer sentir - se sujo. Um objeto. Eu poderia não me importar com você. Eu poderia querer não me importar com você. Algumas coisas somente eu não poderia. Dizer sim, quando quero dizer não. Encenar só para te ter.

Nenhum comentário: