25 de set de 2010

Droga. Sempre tem gente querendo tirar a nossa alegria conquistada à base de muita glicose na veia, meu. Será o benedito? Não se pode mais ter paz nesse mundão?

Aí que eu fiquei morrendo de medo, de culpa, por uma distração. Mas, cara como assim? Eu decidi que não posso, nem vou mais me sentir culpada, por que isso gera efeitos colaterais poderosos em mim…

 Se eu fico preocupada, culpada, com algo que fiz….tá feita a desgraça: Eu fico tonta, não sei onde estou. Começo a girar a cabeça em uma velocidade absurda. Balbucio e não sai palavras. Me vejo sendo eliminada,  milhares de pessoas correndo atrás de mim, dizendo: Culpada, culpada, forca, forca!

 E é claro que com tudo isso acontecendo, eu não consigo me concentrar. Aí faço besteiras em efeito dominó…pá…pá…pá! É super tenso, gente? É uma loucura, só vendo!

Resumindo: preciso aprender a arte de dizer: vaitomarnocu. A arte de economizar palavras.

Nenhum comentário: