21 de jun de 2010

Medo.

E eu to com medo. Um baita medo. Por que eu simplesmente só consigo sentir saudades de quando eu era recepcionista e não ficava em um escritório fechado, olhando para o relógio de 5 em 5 minutos esperando dar 18h. De quando eu não tinha que ser uma garota séria 8h/dia. De quando eu quase nem fazia meus 30 min. de intervalo direito (afinal não tinha necessidade de fugir do trabalho, adorava estar lá). De quando eu não tinha que entender de comodatos, CD, TT e tantas outras coisas que me tiram o ar só de pensar (e não, não é no sentido de paixão). To com medo. Medo do que vem pela frente. Medo de estar sendo ingrata, insatisfeita. Medo.

Nenhum comentário: