27 de mar de 2009

Cotidiano

Acordar às 05h30 tomar banho e café, ir para a faculdade, aula de custos e controladoria, estágio e uma situação que exige que você fale de você e você trava ou depois se pega pensando: Poutz, porque não falei isso na hora??? E você fica com aquela cara de ué....torcendo para que Deus ajude para que a pessoa só lembre daquilo que você disse de bom e veja além daquilo que você mostrou. Corte de cabelo e uma leveza por conta disso sem tamanho. Adoro cortar cabelo, sem que seja esse 1 dedinho que eu tirei!

26 de mar de 2009

Viver

Não basta acordar e seguir passo a passo tudo o que planejou para o dia. É preciso mais, e mais... é preciso dormir pensando: Putz! Fiz tanta coisa bacana hoje...tô cansada, mas quero poder fazer isso e mais um pouco amanhã, again, again...
Se superar, sair um pouco da linha e voltar quando achar necessário.
Não se preocupar se os outros estão olhando.
Ser feliz à sua maneira, sem copiar ou desejar ser outra pessoa. Mas espelhar- se naquilo que acha bacana no outro. Sem deixar de lado sua essência.
Vi um "documentário" sobre Gisele B. e achei simplesmente maravilhoso a alegria, o jeito que ela conduz sua vida. Admiravél. Quero ser mais assim: poder contar nos dedos as horas em que fico de mal humor ou reclamona!

25 de mar de 2009

Coisas

Às vezes penso o quão bacana seria se tivesse uma máquina em que pudessemos entrar e ver o que a atitude de hoje resultaria amanhã....Ai, como é complicado decidir, dar passos, seguir em frente. Medo de arriscar o certo pelo duvidoso. Mas parada não quero ficar. Não posso ficar.
Afinal, posso muito mais do que imagino.
Minha mãe acho que teme o nosso crescimento. Acho que ela fica receosa quando vê como podemos ir...E que por mais que erremos, a gente se levanta...E eu aprendo assim: errando e levantando. Todas as vezes em que tentaram (ou eu mesma tentei) me poupar de frustações e choros...foi pior... por um motivo: Fica a dúvida do talvez, do "E se?".
Enfim, esse texto ficou muito confuso, mas era sobre isso que queria falar...Hoje dei mais um passo de crescimento, não deixei que o medo e receio de minha mãe me impedisse de fazer as coisas. Amo ela. Isso é incontestavél. Só quero aprender a viver sem barreiras, espontâneamente. Pois sei que o mundo lá fora cobra a cada segundo isso de mim.
Tem coisas que salvam seu dia. Isso é fato. Hoje, o que salvou o meu foi a pipoca de embalagem rosa...saca? Aquela de R$0,50 centavos. Adoçou meu dia. O problema (little) é que eu fiquei tão empolgada que comprei bastante doce. Claro, para sobrar para outros dias que precisarem ser salvos!

Deixe as coisas seguirem seu fluxo...

Deixa as coisas seguirem seu fluxo natural. Foi essa frase que disse hoje lá pelas 07h00 horas da manhã, numa tentativa de não chutar o balde ao ver que tinha perdido a tachinha de meu brinco no carro. Ia ter que ir "desnuda", já que é assim que me sinto quando estou sem brincos. E fui tranquila para a faculdade, serviço, pensando que se ele aparecesse ótimo (praticando tudo que aprendi na terapia e na minha vontade de ser desencanada...). Caso contrário: o que poderia fazer? Nada. Alías, fiz. Comprei um de R$2,00 lindinho perto da faculdade e saí toda contente, me sentindo linda com aquele brincão imitando prata. Nem coceiras tive até agora. E se tiver? Terei jogado R$2,00 no lixo? Não. Me foi útil, no momento. Bom, para quem pensou que a história do brinco acaba por aqui, se enganou. Estou eu no serviço depois de pegar metrô lotado as 7h00 da manhã, ter feito prova de negociação na faculdade, ter feito mais três baldiações para chegar no estágio e finalmente, sentada na minha mesa...sinto uma coceira no meu peito. Coloco a mão. É pequininho e duro. Poutz, minha tachinha tinha parado no meu peito e passeamos por 8 horas até que enfim: o reencontro! Era esse caminho que ela queria percorrer hoje. Seguiu seu fluxo natural e venho de encontro ao destino dela: comigo. Simples assim. A gente que complica.

24 de mar de 2009

Constatações.

As semanas têm passado em um ritmo ora rápido demais, ora devagar demais. Provas têm me deixado quase maluca...e o 5.0 em finanças empresarias meu deixou profundamente magoada. Tenho tido vontade de fazer milhares de coisas com um objetivo: Arranjar um trabalho legal $$ falando e que eu realmente goste, me sinta útil. Capitalismo e mundo de aparências não é a minha praia. Muito menos o RAT. Há! Ando leve e pesada ao mesmo tempo. E quanto a você: Naquela hora em que te abracei forte fiz uma prece para que Deus cuide de você e do nós que estamos construindo. Confesso que tenho medo de nós. Medo de seu passado e do que possa estar em seu coração e por que não no meu? Mas sinto que queremos uma página em branco....e é por isso que penso em ti, fico feliz em lembrar que tenho você...assim do nada....no meio de tanta coisa. Tenho quase certeza que tudo que você espera de mim... eu não posso corresponder. Não agora. Mas quem disse que você precisa de todos esses detalhes...Se quer saber, você não tem os cabelos ruivos do Nando...mas me faz cantar por horas a fio as músicas dele! Não sabia que seria capaz de trocar meus sábados regados a monotomia, internet, chocolate e possibilidades por estar junto de ti. E o mais inacreditavél: Gosto disse e tudo faz sentido quanto estou perto de ti. Com os outros era diferente e até com você já foi assim: me sentia vazia. O que o tempo não faz! Sei que não tenho nada de perfeita, mudo de humor a cada dois minutos, idealizei muito um príncipe, sou "fresca", não demonstro 30% do que sinto por você e tenho meus ideais....Ah!tem também Ribeirão Preto....mas uma coisa hoje tenho certeza...Sou melhor agora por ter encontrado você!