29 de fev de 2008

Ops


A Procura da Poesia:


(...)
Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero
há calma e frescura ma superfície intata
Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário.
Convive com teus poemas, antes de escrevê-los.
Tem paciência, se obscuros.
Calma, se te provocam.
Espera que cada um se realize e consuma com seu poder de palavra
e seu poder de silêncio
(...)

Drummond


Estou assim. Em falta de palavras, de sentimentos! Não que eu faça poesia, mas me falta sentir para escrever.Escrever qualquer coisa, até sobre o meu dia a dia, minhas aulas de matemática financeira e logística que me deixam louca.

Meus momentos estão cheios de razão e afins. Falta emoção. Alías, foi este assunto que me martelou em minhas horas vagas: Será uma fase de introspecção? Pois, logo eu que sempre adorei sentir...no momento estou vazia disso. Sinto falta. Mas talvez precise de um tempo mesmo...De todo jeito, espero voltar a sentir logo!

6 comentários:

Henrique Moreira disse...

Não sei... em mim, as palavras surgem mais facilmente quando estou nos meus piores momentos emocionais. Não sei se essa sua busca de palavras seja o melhor para você, não sei mesmo.
Mas sei que de uma maneira ou de outra, elas surgirão novamente, só espero que venham manchadas de tristes emoções.

Kacie disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Henrique Moreira disse...

Errata
(.... só espero que não venham manchadas de tristes emoções.)

Henrique Moreira disse...

Confesso que gelei quando vi o erro no meu primeiro comentário.
Apressei-me a colocar a errata na esperança que vc ainda não tivesse lido o primeiro.
Beijos

Akinogal disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Divã disse...

sentirei falta enquanto isso...

Bjus
Divã-Loira
=)