27 de dez de 2008

Adendo.

Este ano está no fim e eu vou me despedindo dele dia a dia, nos pequenos detalhes: arrumando guarda-roupas, jogando velhos batons, tirando do meu foco pessoas que já nao mereciam estar lá há muito tempo, resgatando e dando valor a outras. Foi um ano corrido, intenso e bem aproveitado.
Cresci muito, aprendi muito e vejo isso nas minhas prioridades atuais e nos pensamentos novos que vêem ocupando alguns antigos.
Não quero nem preciso fazer uma retrospectiva, já que tudo que foi vivido teve sua devida importância e registro no momento que aconteceu.
Só tenho a agredecer a Deus pelas coisas boas e ruins que aconteceram...pois aprendi tanto com uma, quanto com a outra.
Foi um ano vivido e rápido, cheio de alegrias e tentativas, cheio de experiências, cheio de treinos...agora quero ir para o oficial! rs

Natal!

Natal já passou, eu sei, só para constar:
* Casa da vó, delícia...comidinhas deliciosas e pessoas idem...amo!
*Tirei fotos de toda família...andei com os primitos depois da ceia pra fazer digestão (eles entendendo que eu dizia que precisavam fazer congestão), para fugir das pipas e das calorias!
*Primos não acreditam mais em Papai Noel, então na hora de tirar as fotos de abertura de presentes, eu logo mandava eles fazerem cara de surpresa ao abrirem seus Mp4...essas crianças estao muito chiques, viu!
* Ouvi histórias do meu vó e juntos fizemos toda uma lista de itens que uma menina precisa ter para ser promovida a namorada do meu primo! Eh, a coisa é grave… envolve até cartório e firma reconhecida!
* Comi a lazanha maraaaa do meu tio!
*Eu e mamis fizemos bolo de niver para o meu Pai: 50 anos! Te amo, Pai!
*Surpresinha e parabéns para o aniversariante, Pai!
*Risadas gostosas e típicas de minha família que se escuta lá de fora da casa...
•Sister com o pé machucado, agora deu de usar Robofit...falei para ela que ir para Raves não é legal, rs!
Encerrando o dia com Missa de Natal e pai subindo ao altar junto com os aniversariantes do dia para receber os parabéns...

23 de dez de 2008

Desdando os nós e encerrando ciclos.

Ao passar por um tempo de consfusão e questões emocionais... onde não parava de me perguntar...toda vez que falava com a pessoa: Será? E se ele for o cara? E se??
Mas a cada atitude dele...cada demonstração dizia totalmente o contrário.... Então declaro fim. Fim de ilusões e promessas, fim de imaginações, fim de dúvidas. Quero coisas reais e amigo se vc não pode me oferecer isso, sinto muito!
Voltando: Eis que ao ler uma entrevista da Jessica Parker para a Gloss :
"Gloss: No seriado você passava a maior parte do tempo debatendo questões que as mulheres enfrentam – principalmente as solteiras. Você já passou por problemas parecidos com os dela? R.:Sempre tive uma idéia muito clara do que me deixava feliz, sempre soube como queria viver. Sonhava em ficar com um bom homem e encontrei isso em Matthew. Juntos nós conseguimos criar uma vida bacana e super família. Tomamos café da manhã juntos, jantamos com nosso filho... "
Deus me mandou a luzinha que ajudou a esclarecer algumas coisas aq na minha cabeça (claro que depois de algumas conversas com mãe e pai...rs)! E fiquei me perguntando? Eu sei oq me deixa feliz?! Opa, claro! Então pq pareço ir justamento para o lado oposto a este caminho! Bora fazer meia volta e tomar o prumo menina!
Sabe oq é? Tinha medo de falar certas coisas, magoar as pessoas, não saber como acabar coisas que não haviam começado...e sempre tinha a necessidade de querer encerrar CORRETAMENTE todos os casinhos da minha pequena vida, de modo a não deixar sombras de dúvida para mim e para o outro...
Mas sofria a beça até chegar nesse ponto pq eu pensava horas a fio em como falar...em como seria recebida. Até que acabava levando um lambada da pessoa por ser super sincera e querer deixar tudo claro! Mas a gente vai escutando as pessoas, vai vivendo e vê que não se deve ter um padrão para agir com tudo e todos e sim que para cada situação, de acordo com as coisas que foram vividas...um simples olhar, uma palavra, um silêncio fala muito mais...
E nem por isso deixei de ser honesta, pelo contrário, demonstro amor e cuidado por mim, afinal para que despender tamanha energia com situações e pessoas que parecem não demonstrar o mesmo?! E como diz o meu vô: "Se andar na linha o trem pega"...
Chega de ser tãoooo certinha, tão encanada!
Tenho um objetivo e sei muito bem oq me faz feliz... pode até tardar, mas não vou agir pelo desespero ... Sei como quero viver!

Concluindo.

Há 6 meses eu postei esse texto aqui: http://soboutraotica.blogspot.com/2008_06_01_archive.html e há mais de 2 meses que eu superei e realizei oq eu pedia neste mesmo texto.
Agora lendo textos antigos aqui, vejo o quanto eu mudei, quantas realizações que acabaram por passar despercebidas por mim diante da correria e stress do ano!
Mas quero deixar registrado aqui que como eu desejava me sentir assim: livre, normal (rs), solta , dançar, enfim, fazer oq eu realmente tenho vontade.
Parece bobo para muitos, mas para mim é muito importante, ninguém sabe o quanto eu luto dia a dia para mostrar quem eu realmente sou...sem máscaras...pois a timidez (que estou enterrando dia a dia) me impedia de fazer coisas que eu amo, mas que agora vejo que eu posso muito e a cada dia posso mais...e a timidez? Sabia que esse dia para mim foi libertador...ela está dimuindo dia a dia...quase nem lembro dela!
Foi em uma festa de casamento de parentes que eu dancei e voltei feliz como nunca havia voltado de uma festa...Quero sentir essa sensação mais vezes: Voltar de uma festa em que eu dancei!!!

21 de dez de 2008

Aleatórias

Semana de Natal , fim de ano chegando e vai batendo uma vontade de querer resolver a vida....pensando em tudo que fiz e deixei de fazer...e ao mesmo tempo o desespero vai batendo. Parece que a gente é estimulado a ter esse sentimento no final de ano: ânsia de mudança, olhar para trás e querer virar o ano com tudo resolvido...mas sei que não é bem assim que as coisas acontecem na prática.
Na realidade, se a gente não procurou, batalhou o ano inteiro, não vai ser no último dia do ano que o emprego dos sonhos vai surgir...e por aí vai....
Mudando total de assunto:Triste constatar que suas impressões sobre as pessoas estavam certas...triste por ver que eram impressões negativas. Tristezinha básica bateu quando um colega da época do técnico sumiu depois de reaparecer...(ele reapareceu em uma época que eu estava saindo com um rapaz e ele vivia chamando para sair...msgem, só que fds era só quando eu via esse rapaz...eu disse para ele que estava conhecendo uma pessoa e tal...e ele dizia que era só amizade, depois de dizer que no técnico mantinha uma paixão por mim...e ele é um tipo todo dramático, saca)....
Voltando, depois de ele dar uma grandeeee sumida...eu agora acabei de chamar ele no msn e perguntar se ele havia ficado aborrecido comigo, já que sumiu....e o cara veio desabando um rosário...dizendo que só queria amizade, que é carente e eu fugi dele como se ele fosse um chupa cabra (rs)! Eu assustada e querendo resolver...pedi até desculpa , expliquei que estava em uma fase que estava complicada....coisas diferentes e novas, tudo junto...pedi desculpas se não soude lidar com a situação e me propus a conversar mais com ele se ele quisesse.
Resposta dele: Atualmente não. Boa semana. Até a próxima.
Resposta minha: Td bem, infelizmente....sem próximas para nós...cada um sabe como conduz sua vida!
Cara abusado! Pedi desculpas e ele ainda foi super grosso comigo! Vai tomate cru . Pessoas como essas é melhor deletar!

20 de dez de 2008

Extermínio!

Repitam comigo: Não caia nas lábias de um xavequeiro! Não caia nas lábias de um xavequeiro! Afinal, saber identicar nós sabemos... só não aprendemos ainda como não pensar: "Ah! Tô errada...ele é um fofo"...MENTIRA! Há!

17 de dez de 2008

NSOF

Então.... aí que eu mudei tudo: nome, cores e layout...
Sister...tadinha, ela faz niver na sexta e ontem torceu o pé dançando ..ai eis que agora, neste exato momento ela está no sofá com os pés para cima cheio de gelo e com o telefone na mão, falando com um barzinho, fazendo reservas para comemorar o niver e ainda diz (com o pezão para cima: acho que dá para eu sair na sexta e no sábado). Há!
Ficar sem fazer nada no servico é terrivel, nunca pensei que fosse dizer isso, mas : quero movimento...galera falando..ai saudades do meu servico agitadooo!
Ei Logística, olha pra mim: Banana pra vc! Graças a Deus tirei 9 e estou livre do gargalo e toda a turma dele!
Me dei alta da terapia, enjoei da cara da psicológa e estava cansada de ter que sentar lah e tentar contar algo para ele...Sou muito mais meu blog e meu caderninho....Dizem que quando vc enjooa da psicologa é sinal de que vc naum precisa mais... Foi bom enquanto durou!
Aii, aii, a vida é tão, mas tão sinista, ou será eu? Vc lembra de algum ser lá do passado, procura ele escondido (claro) e quem te manda e-mail na mesma semana?? Nunca cutuque quem está quieto...Nunca!!
Gente, como assim? Vou fazer 21 anos e meu grau só aumenta...onde vai parar isso??! Inda bem que existem armacões estilosas para me fazer ficar uma hora na ótica escolhendo uma!
Final de ano aí e sabe no que eu me preparei: nothing! Alías..só cortei cabelo e quase, por pouco, não fico parecendo um polegar(vê algum pêlo nele??)! Preciso fazer mil coisas...

29 de nov de 2008

Fim de uma etapa.

Depois de décadas sem postar aqui, eu volto, é impressionante pois parece que para eu encerrar uma coisa definitivamente na minha vida eu tenho que vir aqui, escrever, colocar para fora, porque senão parece que não aconteceu. Vamos aos fatos.
Eu andava em uma bagunça total. Fora a habitual. Estava chovendo na minha horta. Mas parecia que foi tudo resultante de agrotóxicos, nada natural, nada que me trazia paz. Tinha mais que um me ligando, chamando para sair e eu aceitando conhecer melhor, conversando, mas não tinha aquela coisa que mexe aqui com a gente, como disse uma amiga o "tchururu"!
Mas, eu tolinha e confusa estava aceitando sair com alguém por ele ser um "cara legal" segundo minha mãe...afinal ele era e como eu não tinha certeza de nada fui indoo....Mas o ser também não me conquistava, não fazia e dizia nada que fizesse os sinos tocarem...hehe. Até que eu mais confusa ainda com as opiniões alheias o coloquei na parede, afinal saiamos faia um tempinho e nada saia do lugar! Enfim, quase o pedi em namoro, perguntando o que ele pretendia com o nosso "casinho". Não, não gosto dessas relações rápidas e de não saber o que eu sou para alguém. O ser em outra hora, vem me dizer que estava disposto então em aceitar um compromisso em um dia de domingo a noite depois de passar o dia inteiro jogando tenis! Há! E eu ia aceitar? Não. Disse que agora quem estava confusa era eu e que precisava pensar.
Resumindo: Liguei e disse que não dava e era melhor cada um seguir seu caminho...ele propôs um encontro para conversar melhor....Eu fui e aí está a parte que preferia não ter visto: Cara - o Babaca!
O ser virou toda a história, disse que era melhor mesmo e começou a reclamar de coisas que eu havia reclamado e ele nunca se queixou. E eu bobinha, mas sincere comigo mesmo e com medo de ter desperdiçado alguém (diga- se de ficar sozinhaaa) e como sempre que termino com alguém me emociono, comecei a ficar com lágrimas nos olhos...boba! é Incrível...a pessoa pode não representar nada para mim, mas quando termino, eu quase choro, ou choro. Preciso mudar isso, afinal quem acaba ficando com cara de arrependida sou eu. Mas, pelo menos ouvi tudo o que queria ouvir dele, precisava ao menos uma vez não ter mal- entendidos. Quis saber tudo o que ele realmente queria: e o nerd começou a dizer que precisava de um tempo mesmo, conhecer gente nova, aproveitar a vida.
E lá foi ele, me dar aquele abraço seco com aquele sorriso mais seco nenhum. Credo.
E agora lá vou excluir ele do meu orkut e tal, afinal, realmente, se demonstrou mais criança do que eu pensava.
Enfim, quando vai aprender Cristiane?? Quando vai escutar seu coração? Tem que escutar os outros, td, mas seu coração é morada de Deus e ele não te engana. Vai ver tinha que aprender também né. Tudo é experiência.
P.S.: Deus, quero alguém especial e que me ache especial também...um namorado de Deus!
P.S.2: Facul acabando, chegando as férias...rumo ao 3º ano...uhuu!
P.S.3: No exato momento, acho que não tenho ninguém chovendo na minha horta...mndo injusto,Não?

29 de out de 2008

Preciso resolver essa parte de minha vida, pois como disse meu pai "tenho que ter foco". Na verdade, nunca fiz jogos duplos, nem estou fazendo....simplesmente estou confusa, muito confusa. Um real está começando a entrar na minha vida e outro lá lá longe está querendo bagunçar tudo.
Por outro lado, a conversa com o de longe...fluil..flui...mas... não dá para levar só isso em consideração!
O que cada um está fazendo, se esforçando para dar certo???
Está decidido aqui dentro. Deus me dê luz para resolver isso e não magoar ninguém....nem a mim.

14 de out de 2008

Fala com a minha mão!

Não sei se é a TPM chegando, não sei se é a dor na coluna, não sei se é o fato de várias coisas na minha vida estarem indefinidas. Só sei que eu estou terrível hoje! Terrível mesmo.
A ponto de me revoltar porque meu pai questionou o fato de eu querer usar o computador depois que cheguei do serviço, enquanto ele simplesmente FALA AO TELEFONE com o computador DESLIGADO!

A ponto de me revoltar com o fato de minha mãe ter feito cookies, sendo que eu queria ter feito no final de semana (é uma terapia pra mim)...e revoltado-me mais ainda com o fato de eu achar que eles não ficaram tão gostosos, já que ela não amassou e colocou aveia...bah! Nossa me deu uma coisa aqui dentro, sai chorando tentando encontrar um motivo para eu estar daquele jeito.

Me senti a pessoa mais injustiçada por andar todos os dias com essa dor chata na coluna. Sério, tem uma hora que ela me irrita e eu acabo estourando ou colocando toda a culpa nela!

E o pior é que nesses períodos tudo o que me incomoda no dia a dia vem a tona triplicado. Então eu passo a constatar que realmente eu estou no 4º semestre de uma graduação que eu realmente não queria.

Constato também que o estágio em que estou me deixa entediada, indisposta e me faz sentir reduzida, incapaz. Começo a me invocar com o fato de ter algumas (poucas) pessoas que falam que eu sou a pessoa certa, o "time certo", mas me deixam sempre no banco de reserva! Ou então, me irrito com aquelas que dizem querer saber mais de mim, dizem, dizem, dizem, mas no final sempre acabo tendo que repetir 3 vezes o que eu faço da minha vida. Aí eu me pergunto: Se você nem se interessa por nada do que eu falo.?...Por quê?

E o pior é que depois que eu reclamei da falta de atenção, do não ligar, a pessoa liga e fica 4 minutos no telefone comigo. Minha sensação: "Dever cumprido" ou " Assim ela não reclama e sai comigo quando eu chamar por não ter onde ir no fim de semana." Ainda tenho que escutar da minha mãe: "Já? Porque já despachou o menino?". Horrível! Preciso falar isso para ele? Não sei. Já falei. Mas preciso fazer alguma coisa. Não me sinto bem nessa situação. Estou cansada da constante pressão em ter que arrumar um namorado. Isso cansa demais. Faz a gente meter os pés pelas mãos, achando que aquele TEM que dar certo, afinal ele pode ser o cara da sua vida. Bah!
Ah! E você que fica me iludindo com palavras bonitas...pode parar! Afinal, menti para você, mas sei o porque...e foi bom para ver que você não se importa nem um tiquinhu assim comigo. Nada! Começo a ficar brava (desculpa Deus) . Afinal, porque para uns tudo parece tão mais simples?
As preces atendidas tão rapidamente? E por outro lado...para outros parece que as coisas demoran tanto a acontecer?? Por quê? Ou melhor para quê? E não falo só de mim não: é comigo, irmã, amiga, desconhecidos. Ajuda Deus!
Começo a ficar preocupada com o que eu estou fazendo com a minha vida. Para que direção estamos indo. E começo a ficar com medo. Muito medo. Ainda mais depois do livro de ética que acabei de ler...muito bacana e pura verdade: A correria impede de repensarmos nossa vida, nossas atitudes, ver o que está dando certo, o que não.... Mudança JÁ!

10 de out de 2008

Chuva.

Talvez tudo que eu precise neste momento seja um banho de chuva. Ou não. Talvez tudo que eu precise neste momento seja de você. Sinceramente, queria só estar precisando da chuva. Seria tãoo mais simples.
Mas a verdade é que eu tenho a impressão de que você ainda não chegou e que todos que estão passando por mim estão na verdade querendo me confunfir*. Pois é só isso que estão conseguindo...Cadê a afeição?
Dizem que eu é que sou muito exigente...que eu estou procurando um príncipe e talz. Tá! príncipes eu sei que não existem. Assim como eu não sou nenhuma princesa. Mas estou pedindo muito gostar, admirar??!
Necessito urgentemente resolver estas questões viu. Essa dúvida não está me fazendo bem. E me iludir menos ainda...
Sei de cor e salteado tudo o que você vai vir me dizer e sei também que vai ser díficil não esquecer o quê eu realmente fui dizer. Mas vou conseguir. Poxa, eu não vou ter 20 anos a vida inteira e não quero viver esperando ... E não é questão de "a fila anda" coisa nenhuma, é simplesmente amor próprio. Enfim, eu sei o quê é. Você, já não sei.
A vida já dá tantas reviravoltas. As que a gente puder evitar, o coração agradece.
Não sou adepta de um romance de novela, em que o vilão faz de tudo para separar o casal e eles só conseguem ficar juntos no final da trama. Acho tudo isso uma besteira, e nem curto mais novelas. Eu quero aproveitar cada minuto.
É preciso deixar as coisas irem. Como eu mesma digo: " Deixa as coisas seguirem o seu fluxo natural..deixa".
Não sei se você me enrola. Mas vou saber. Vou perguntar. Às claras. Cansei de perguntar entre "aspas" e receber respostas subliminares.
Posso ficar chateada com o que vou escutar. Tudo tem 50% de chance de sim ou não. Mas a gente precisa saber com quem pode contar, onde está indo...
Uma das únicas coisas que eu gosto no meu curso é sobre planejamento e cumprir objetivos. O Prô é terrível fala para dedéu..mas eu aprendi e gostei do seu conselho. Lá vai.
1. O quê eu quero para minha vida? Onde eu quero chegar?
- Para isso, tcharan..rs. Use as seguintes perguntas??
O QUÊ?
QUANDO?
COMO?
POR QUÊ?
Ahn, me deu preguiça de destrinchar estes itens agora....e apareceu um outro assunto mais emplogante para resolver...mas já é tema para outro post! Mas vou fazer isto sim, certeza!
Mas deixo a pergunta no ar, que me foi feita por uma menina da facul e que me deixou meio chateada, pensativa, sei lá....sabe quando pisam no teu calo? Pegam o teu ponto fraco... nem sei se foi essa a intenção dela...
Você é tão dedicada nos seus namoros, quanto você é com os estudos?
Desagradávelll!Mas quem sabe estava precisando ouvir essa!?

1 de out de 2008

Para Você.

Fico pensando como será minha vida lá na frente...onde estarei e com quem estarei... A gente pensa nisso juntos. Não sei se posso confiar totalmente em você. Você nunca foi mencionado em meus textos, mas está treinando há tempos para isso. Virou um vício. Depois da nossa conversa em que eu não pude ser 100% sincera com você, você simplesmente mudou na minha cabeça...no meu coração. Como você disse isso pode ser só um encontro de sintonia, mas pode ser que não. E se não for só sintonia? E se a gente estiver desperdiçando aquilo que por tanto procuramos? Tenho medo de estar depositando em você toda minhas ilusões de "par perfeito", sei que perfeito você não é, mas não sei se você seria aquele ideal para mim e eu para você.
O quê eu tenho que fazer para descobrir? Não, não quero que nós sejamos (como você diz) uma cena do filme "O Casamento do meu Melhor amigo"... Não quero dúvidas. Não quero que você seja como o meu primeiro amor platônico, que eu vi passar por mim mais de 3 vezes em momentos diferentes da minha vida e não fiz nada para ...saber! E em anos sinto a mesma vontade que tinha de falar para ele sobre como me sentia...
Não sei se vai passar, mas é como me sinto agora.Tem alguma coisa diferente. Não sei se é um amor inventado...Tudo são dúvidas. Se você me dizer que em você está tudo certo, tudo bem.Tudo fica como está. Sei que você não é tudo o que diz, mas se você for 30% do que eu sou quando estou com você... E agora escuto a "música" pela 5ª vez e tudo fica mais sensível aqui dentro. Precisamos de uma chance. Precisamos ter a nossa chance. E seja o que Deus quiser. "Eu estou deixando tudo pra trás ... Sem mais esperas"

4 de set de 2008

Comprometimentos!

Me comprometo a ser feliz. Isso inclui: deixar a tristeza de lado, a SRª TPM e outras coisitas relacionadas.
Me comprometo a não me importar com opiniões de terceiros (oriundos de pessoas digamos... duvidosas). Me comprometo a dedicar menos de meu tempo ao Orkut e mais aos livros, família e amigos.
Me comprometo a comer sem culpa, mas sem gula. Me permito vez ou outra sentir alegria nos doces.
Me comprometo não ficar medindo cada centímetro de meu corpo, achando que alí cresceu ... ele não é estático, assim como eu não sou!
Me comprometo não desistir. Seja lá qual for o motivo.
Me comprometo a ver mais os meus avós. Me comprometo a pensar e a colocar em prática uma forma de ajudar mais.
Me comprometo pensar menos e agir mais. Me comprometo a falar mais de como me sinto em relação a coisas e pessoas. Sem medo, sem timidez.
Me comprometo a eliminar o mau humor matinal, principalmente aquele que atinge as pessoas que mais amo na vida e que sempre me fazem ver o lado bom da vida....Enquanto muita gente lá fora me faz ver o contrário e eu como recompensa dedico meu sorriso mais gracioso.
Me comprometo a encontar uma profissão na qual eu me realize.
Me comprometo achar um cara bacana para dividir as coisas boas e chatas.
Me comprometo deixar fluir: ações e palavras, sem tempo para titubear (não vou cometer exageros, me conheço....).
Me comprometo a me gostar mais, do conjunto em geral: a gostar da minha alegria, do meu jeito menina, do meu jeito solicito e meigo. Sim, meigo. É assim que me vêem. É assim que sou.
Me comprometo a abandonar àqueles que só me atrasam a vida e cair fora rapidinho.Bem como a seguir meu coração em todas as situações.
Me comprometo a estudar, porém não necessariamente querer ser boa em tudo.
Me comprometo a mudar e voltar atrás de acordo com meu coração. Ele é a casa de Deus em mim...portanto Ele sabe o que é melhor para mim.
Me comprometo a NÃO esquecer de Deus e de Nossa Senhora, enfim da minha base, da minha religião.
Me comprometo a fazer o que me faz bem. Me comprometo a cozinhar mais, a temperar mais, arriscar mais e a badalar mais vezes.
Me comprometo a viver! Me comprometo a nunca me achar menos capaz, menos NADA em relação a ninguém e a NADA.
Me comprometo a fazer o que tenho que fazer da melhor maneira possível, de acordo com o que tenho em mão. Isso não inclui stress, achismos, preocupações e ansiedade. Muito menos malabarismos.

28 de ago de 2008

Coisas

* Quero me mudar de SP, gente cadê o respeito desse povo? Cadê a educação? E não falo daquela "educação maquiada", onde se tem cara de educado, mas na hora do vamos ver....não sobra nada...Claro, não vou generalizar, mas tem muita gente humilde que dá um show de educação, de convivência! Não há $ nenhum no mundo que compre o gesto que eu vi partindo hoje de uma senhora considerada humilde...E é chato demais ver como senhoras na academia, ditas "gente fina" agem....
Ai, reclamei demais...mas estava precisando. A gente vê tanta coisa, escuta tanta coisa!
*A vontade e a necessidade de escrever estão brotando novamente, o que me deixa muito feliz!
* Sinto falta de sentir, de realmente ter o que esperar. E não falo de qqr coisa, falo de algo que seja real!

27 de ago de 2008

Mudar é preciso!

Já perdi as contas de quantas vezes mudei o template, as cores a fonte e o nome deste blog! Será que eu não sossego...rs? Sem tempo para postar muito, mas isso não quer dizer que nada está acontecendo...Uma coisa que não posso de deixar de escrever é: Eu sou capaz de muita coisa e ninguém, nem nenhuma situação pode querer tirar isso de mim.... Bom vivendo, vendo seleção Brasileira de Vôlei passar na Paulista comemorando o ouro! Tá bom demais...

9 de ago de 2008

Que coisa!

Oh céus...preciso de uma luz...um sinal (aqui dentro)... Só queria saber pq as pessoas não sabem nada sobre continuidade...não sabem continuar as coisas!

4 de ago de 2008

Para um verdadeiro encontro: os dispostos se atraem... Eu estou disposta, eu decidi ficar disposta, assumir o controle ... e ser feliz, sem medo! E espero que meu bem esteja também! Pois... Cansei das tentativas de paixão e ensaios de romance... Cansei do encanto se desfazer depois da meia - noite e das palavras quebrarem toda minha esperança! Cansei de me perguntar no fim do dia: Será que o erro está em mim, sou exigente demais? E dormir se culpando, torcendo para no sonho, mudar as coisas, as conversas e a atitude do personagem... Decidi que chegou o momento... Está dada a largada...(Escutou?)

3 de ago de 2008

Quando a gente acha que seguiu o coração, agiu conforme ele mandava...Vem um batalhão e diz o quanto eu sou dura... Meu Deus, me ajuda...não quero ser coração duro, nem ir contra o meu s2! Mas tá difícil...oh se tá! Me dá uma luz... Espero q ele me entendaa.....

29 de jul de 2008

Cotidiano


"Acho q a gente pode se dar bem"


e não é que eu acredito em você...
Me chamou a atenção, conversamos e depois disso tudo entre nós ficou meio distante, não nos víamos mais, nossoa horários não batiam...e eu apressada tratei logo de tentar conhecer outros...mas nada que me comovesse.

Vez ou outra você aparecia e sugeria que queria manter o contato. Mas nada concreto. Odeio isso.

Até que um dia, você me ligou naquela manhã vazia (sorry Ira!) e na mente (ao contrário da música) já não tinha mais tantas fantasias.

Mas foi te ver, te escutar, ver seu "jeitinho" e eu voltei a acreditar no que você tinha dito:

" Acho q a gente pode se dar bem".

Para mim as palavras tem grande importância...espero que para você também!

Ai menino, coloco fé em você...

28 de jul de 2008

Quero perder meu tempo com você....

24 de jul de 2008

"Para resultados diferentes, você precisa fazer coisas diferente!"


"Hoje levantei cedo pensando no que tenho a fazer antes que o relógio marque meia noite. É minha função escolher que tipo de dia vou ter hoje.
Posso reclamar porque está chovendo ou agradecer às águas por lavarem a poluição.
Posso ficar triste por não ter dinheiro ou me sentir encorajado para administrar minhas finanças, evitando o desperdício.
Posso reclamar sobre minha saúde ou dar graças por estar vivo.
Posso me queixar dos meus pais por não terem me dado tudo o que eu queria ou posso ser grato por ter nascido.
Posso reclamar por ter que ir trabalhar ou agradecer por ter trabalho.
Posso sentir tédio com o trabalho doméstico ou agradecer a Deus por ter um teto para morar. Posso lamentar decepções com amigos ou me entusiasmar com a possibilidade de fazer novas amizades.
Se as coisas não saíram como planejei posso ficar feliz por ter hoje para recomeçar.
O dia está na minha frente esperando para ser o que eu quiser.
E aqui estou eu, o escultor que pode dar forma.
Tudo depende só de mim."



É exatamente isto que estou tentando fazer em minha vida: administrá-la de uma forma suave e bem vivida. Afinal, meu curso de administração é bem aplicavél a vida também!!!

Não sei se contei aqui mas estou estagiando e graças a Deus estou adorando...É impressionante como tudo tem a sua hora, tudo passa e tudo muda ...para melhor!

A cada vez que me pego preocupada com algo, algo lá na frente, logo coloco em minha cabeça tudo o que já consegui e como na época aquilo era motivo de muita incerteza também. E nada externo pode abalar o meu aconchego interno. Isso é fato.

Cansada do mundo virtual! Quero pessoas de verdade, que me olhem nos olhos e digam o que pensam. E não me esperem no msn para só então dizer: "Nossa, porque você sumiu?!". E acaba por aí!

Não. Quero pessoas reais, sentimentos reais, planos reais...
Estou planejando mudar várias coisas. Já comecei fazendo a limpa no meu armário...rsrs!

12 de jul de 2008

Felicidade Realista


A princípio bastaria ter saúde, dinheiro e amor, o que já é um pacote louvável, mas nossos desejos são ainda mais complexos.

Não basta que a gente esteja sem febre: queremos, além de saúde, ser magérrimos, sarados, irresistíveis.

Dinheiro? Não basta termos para pagar o aluguel, a comida e o cinema: queremos a piscina olímpica e uma temporada num spa cinco estrelas.

E quanto ao amor? Ah, o amor... não basta termos alguém com quem podemos conversar, dividir uma pizza e fazer sexo de vez em quando.

Isso é pensar pequeno: queremos AMOR, todinho maiúsculo.

Queremos estar visceralmente apaixonados, queremos ser surpreendidos por declarações e presentes inesperados, queremos jantar a luz de velas de segunda a domingo, queremos sexo selvagem e diário, queremos ser felizes assim e não de outro jeito.

É o que dá ver tanta televisão.

Simplesmente esquecemos de tentar ser felizes de uma forma mais realista.

Ter um parceiro constante pode ou não, ser sinônimo de felicidade.

Você pode ser feliz solteiro, feliz com uns romances ocasionais, feliz com um parceiro, feliz sem nenhum.

Não existe amor minúsculo, principalmente quando se trata de amor-próprio.

Dinheiro é uma benção. Quem tem, precisa aproveitá-lo, gastá-lo, usufruí-lo.

Não perder tempo juntando, juntando, juntando. Apenas o suficiente para se sentir seguro, mas não aprisionado.

E se a gente tem pouco, é com este pouco que vai tentar segurar a onda, buscando coisas que saiam de graça, como um pouco de humor, um pouco de fé e um pouco de criatividade.

Ser feliz de uma forma realista é fazer o possível e aceitar o improvável. Fazer exercícios sem almejar passarelas, trabalhar sem almejar o estrelato, amar sem almejar o eterno.

Olhe para o relógio: hora de acordar.

É importante pensar-se ao extremo, buscar lá d entro o que nos mobiliza, instiga e conduz, mas sem exigir-se desumanamente.

A vida não é um jogo onde só quem testa seus limites é que leva o prêmio.

Não sejamos vítimas ingênuas desta tal competitividade.

Se a meta está alta demais, reduza-a.

Se você não está de acordo com as regras, demita-se.

Invente seu próprio jogo.

Faça o que for necessário para ser feliz. Mas não se esqueça que a felicidade é um sentimento simples, você pode encontrá-la e deixá-la ir embora por não perceber sua simplicidade.

Ela transmite paz e não sentimentos fortes, que nos atormenta e provoca inquietude no nosso coração. Isso pode ser alegria, paixão, entusiasmo, mas não felicidade.

Mário Quintana

22 de jun de 2008

Entrando no ritmo?

Alerta: Texto brega e super detalhado!

Sábado de festa de família, festa de 15 anos de minha prima. Me preparei como sempre. Gosto de me arrumar, de escolher roupa nova, ver que estou conseguindo deixar minhas unhas compridas e quão linda elas estão vermelho sangue hoje. Fiz meu make, cabelos ao natural (como sempre, cacheados...ai q vontade de deixá-los avermelhados..rs).

Fui para a festa.

Eu e minha irmã sempre fomos um pouco(quinho) tímida. Nas festas de família, não dançavamos. Eu sempre tive vontade de ir lá e dançar mesmo.Gosto. Não sei ao certo minha irmã, mas eu gosto. Então, sempre tinha aquelas pessoas (chatassss) que ficavam nos puxando para lá, para cá, falando que ninguém iria ficar olhando e tal, mas não sabiam que aquilo só fazia crescer minha vergonha de soltar-me. Era um círculo vicioso, onde menos se dança, mais se é notado (no lado ruim da palavra). E assim foi minha adolescência...
E não quero que seja minha juventude...
O tempo foi passando e fui perdendo o execesso de timidez, fui ficando mais aberta, dando uma "requebrada" aqui, uma alí. Lá com os meus quinze anos, comecei a ir para a balada com minha irmã, onde aprendi a me soltar e arriscar um rebolado. Mas só nas baladas. Somente no escuro ambiente de balada. Claro que teve uma vez ou outra em que estava muitooooo à vontade e consegui dançar um pouco em outros ambientes familiares.
Voltando a festa de hoje, eu não dancei. Queria, mas não dancei. Não sei o que acontece, mas algo me prende e quando chego em casa vejo que perdi uma oportunidade e isto me chateia.
E agora vocês me perguntam: Você ao menos sabe dançar??? E eu respondo: Não sou perna de pau não, pois em casa, solta, acerto os passos e gosto de sentir a música, mas a vergonha me trava.
Estou escrevendo tudo isto, pois quero mudar e sinto que escrevendo as coisas se clareiam na minha cabeça. Isso para mim é como uma "libertação" das minha inibições, deste "travar".
Pensei em entrar para uma aula de dança, para o teatro....Será que ajuda ou essa mudança deve partir, inicialmente na minha cabeça???
Não sei a resposta, mas uma coisa eu garanto: Eu ainda quero dançar muitoooooo e vou descobrir um jeito de fazer isto acontecer!

13 de jun de 2008

Coisas





"Será que posso te amar?
Na dúvida, deixo você ir..."


Parece que estamos fazendo isso com os meus, com os nossos sentimentos. O que mais vemos em orkut e afins, são casais, amigos, conhecidos, ficantes, rolos....deixando recados fofos para seus "amigos" e nos fim, bem escancarado: EU TE AMO!

São personagens de relações passageiras que mais soltam essa frase tão...tão...!

Pessoas desistem tão facilmente de seus "amores" acreditando que como este teve um empecilho, não lhe trará a felicidade, como se a felicidade fosse algo tipo 24hrs...Ao primeiro sinal de que não assim será: Próximo!

Se acredita que pode dar certo, dê o seu melhor!Lute! Nossa, como quero alguém que acredite em mim...e não desista cedo demais!

Não sabe se pode dar certo??? Tente...conheça, principalmente no que não é dito...vá na sua essência...e depois ponha na balança. O saldo pode ser positivo!





Namorados

Carlos Drummond de Andrade


"Quem não tem namorado é alguém que tirou férias remuneradas de si mesmo.
Namorado é a mais difícil das conquistas.
Difícil porque namoro de verdade é muito raro.
Necessita de adivinhação, de pele, de saliva, lágrima, nuvem, quindim, brisa ou filosofia. Paquera, gabiru, flerte, caso, transa, envolvimento, até paixão é fácil.
Mas, namorado, mesmo, é muito difícil.
Namorado não precisa ser o mais bonito,mas aquele a quem se quer proteger e quando se chega ao lado dele a gentetreme, sua frio e quase desmaia pedindo proteção.
A proteção dele não precisa ser parruda, decidida ou bandoleira: basta um olhar de compreensão ou mesmo de aflição.

Quem não tem namorado, não é que não tem um amor: é quem não sabe o gosto de namorar. Se você tem pretendentes, dois paqueras, um envolvimento e dois amantes, mesmo assim pode não ter um namorado.
Não tem namorado quem não sabe o gosto da chuva, cinema, sessão das duas,medo do pai, sanduíche de padaria ou drible no trabalho.
Não tem namorado quem transa sem carinho, quem se acaricia sem vontade de virar sorvete ou lagartixa é quem ama sem alegria.
Não tem namorado quem faz pacto de amor apenas com a infelicidade.
Namorar é fazer pactos com a felicidade ainda que rápida, escondida, fugida ou impossível de durar.

Não tem namorado quem não sabe o valor de mãos dadas: de carinho escondido na hora em que passa o filme: de flor catada no muro e entregue de repente, de poesiade Fernando Pessoa, Vinícius de Moraes ou Chico Buarque lida bem devagar, de gargalhada quando fala junto ou descobre a meia rasgada; de ânsia enorme de viajar junto para a Escócia ou mesmo de metrô, bonde, nuvem, cavalo alado, tapete mágico ou foguete interplanetário.

Não tem namorado quem não gosta de dormir agarrado, fazer cesta abraçado, fazer compra junto. Não tem namorado quem não gosta de falar do próprio amor, nem de ficarhoras e horas olhando o mistério do outro dentro dos olhos dele, abobalhados de alegria pela lucidez do amor.

Não tem namorado quem não redescobre a criança própriae a do amado e sai com ela para parques, fliperamas, beira d'agua, show do Milton Nascimento, bosques enluarados, ruas de sonhos e musical da Metro.
Não tem namorado quem não tem música secreta com ele, quem não dedica livros,quem não recorta artigos, quem não chateia com o fato de o seu bem ser paquerado.

Não tem namorado quem ama sem gostar; quem gosta sem curtir; quem curte sem aprofundar.
Não tem namorado quem nunca sentiu o gosto de ser lembrado de repente no fim de semana, na madrugada ou meio-dia de sol em plena praia cheia de rivais.
Não tem namorado quem ama sem se dedicar; quem namora sem brincar; quem vive cheio de obrigações; quem faz sexo sem esperar o outro ir junto com ele.

Não tem namorado quem confunde solidão comficar sozinho e em paz. Não tem namorado quem não fala sozinho, não ri de si mesmo, e quem tem medo de ser afetivo.
Se você não tem namorado porque não descobriu que o amor é alegre e você vive pesando duzentos quilos de grilos e de medo, ponha a saia mais leve, aquela de chita, e passeie de mãos dadas com o ar.

Enfeite-se com margaridas e ternuras, e escove a alma com leves fricções de esperança.
De alma escovada, e coração estouvado,saia do quintal de si mesmo e descubra o próprio jardim. Acorde com gosto de caqui e sorria lírios para quem passe debaixo da janela.
Ponha intenções de quermesse em seus olhos e beba licor de contos de fada.

Ande como se o chão estivesse repleto de sons de flauta e do céu descesse uma névoa de borboletas, cada qual trazendo uma pérola falante a dizer frases sutis e palavras de galanteira: Se você não tem namorado é porque ainda não enlouqueceu aquele pouquinho necessário a fazer a vida parar e de repente parecer que faz sentido.

Enlou-cresça".

17 de mai de 2008

IMPULSOS


*Ando a flor da pele, tudo me comove, tudo me faz chorar... como tudo me faz rir....qualquer coisa!

Estou assustada comigo mesma.Quem disse que era para eu estar aqui, sábado a noite, em casa, pensando(apenas pensando) em tudo que tenho para fazer e estudar sem não o fazer. Está complicado, preguiça mental mesmo de abrir qualquer texto, qualquer cálculo que seja da faculdade, piora se for de logística(matéria que tirei 4 em uma prova)...preciso encara-lá novamente...rs!

*Mudei de estojo só neste ano 3 vezes...coisa de criança de pré!

*Mudo de humor a cada5 minutos.

*Invento uma paixão a cada semana...gosto e desgosto como troco de roupa.

Faço administração e adoro ler, escrever e psicologia. Menos cálculos. Acho chato o tão falado "mundo dos negócios". Quero é ter mesmo uma motivação maior. Um trabalho voluntário... ajudar e ver o resultado....sentir que estou fazendo algo que vale a pena, que funciona.

Na verdade, ando muito "sonhadora", "idealista", sinto que está faltando algo. Estou pedindo a Deus que eu encontre algo que possa reunir um pouquinho de cada: realização profissional, resultado e dinheiro.

Fico pensando e desejando me encontrar profissionalmente em breve. Poxa todo meio de ano eu acabo pedindo demissão: um não pagava vale transporte e estava acabando comigo, o outro me faz ir a barra funda(moro na zona leste) duas vezes ao dia, dormir quase meia noite e acordar às cinco.

*Estou muito ansiosa, novamente, logo estou com uma anaconda na barriga. Mas ela vai ter que sair daqui rapidinho.



1 de mai de 2008

Coisinhas


*Descubri que amo feriado*>>>acho que todo mundo né?? rs

*Espero a semana inteira para o fds chegar( preciso controlar isso...rs)

*Nunca apague as pessoas que te fizeram bem, não deixe elas sairem da sua vida...

*Agora, aquelas que te fizeram mal ou não te acrescentaram nada: DELETE, pois estas dificilmente merecem um espaço na tua vida.

*Tenho vontades que aparecem do nada.

*Tem pessoas que aparecem na minha vida do nada(e reaparecem também: Vc de novo na minha vida?? E esse sorriso lindo não some nunca!).

*Sigo sempre meu coração, pois dificilmente ele erra....parece uma coisa doida, mas tem vezes que todo mundo tenta me convencer de algo ou uma situação parece me forçar a fazer algo, mas algo dentro de mim me avisa: "Não faz isso", "Tô te avisando"...Aí eu dou uma de louca, jogo tudo para o alto e mudo tudo...E depois vejo que foi a melhor coisa a fazer. Afinal, quero sempre fazer a vontade de Deus e sempre peço para isso, óbvio que não iria duvidar de meu coração. Onde mais Deus agiria em mim e sopraria oq devo fazer??!

*Às vezes me bate um medo do fim do mundo, um medo de morrer e fico com medo de ficar longe daqueles que amo e me pego pensando: Oq a gente vai ficar fazendo o dia todo no céu???!

*Estou cansada de "carasiguaisatodos", quero encontrar ELE logo, peço a Deus que faça com que nós nos reconheçamos no meio de tantos rostos...

*Pessoas que somem não são confiáveis.Definitivamente. Não me venha com "falta de tempo". Eu também já usei essa desculpa, sei oq significa. Hoje procuro se coerente com oq sinto e com oq faço.Procuro pessoas assim também.

*Amei minha decisão de cortar o cabelo curtinho novamente.Que sensação boa, independente do que falem....Assim é que sou feliz.

*Tenho preguiça para modinhas e para tentar agir e pensar igual a todo mundo.

*Peço a Deus para que acima de qualquer coisa, eu seja sempre verdadeira comigo, com os meus princípios, com o meu coração.

*É tão bom ser eu mesma. Sem criar máscaras, posturas e atitudes. Sem tentar sem igual a todo mundo. Ser a Cristiane e ponto. Adoro ser eu mesma, posso ser inocente em relação ao mundo, mas sei exatamente para onde estou indo, como estou indo e onde quero chegar.


...Despejei coisas que estavam guardadas aqui e de onde saiu essas tem muito mais.

...Essa sou eu : transparente, cheia de dúvidas, medos e ansiedades....mas cheia de coragem e sonhos.




Não mude sua natureza se alguém te fez algum mal; apenas tome precauções. Alguns perseguem a felicidade,outros a criam. Preocupe-se mais com sua consciência do que com sua reputação. Porque sua consciência é o que você é, e sua reputação é o que os outros pensam de você. E o que os outros pensam é problema problema deles. Haja como se tudo dependesse de você ....e ore porque tudo depende de DEUS!!!!" (Desconheço o autor)

30 de abr de 2008

E AGORA?


"Morre lentamente
Quem não viaja,
Quem não lê,
Quem não ouve música,
Quem não encontra graça em si mesmo
Morre lentamente
Quem destrói seu amor próprio,
Quem não se deixa ajudar. Morre lentamente
Quem se transforma em escravo do hábito
Repetindo todos os dias os mesmos trajeto,
Quem não muda de marca,
Não se arrisca a vestir uma nova cor ou
Não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente
Quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções,
Justamente as que resgatam o brilho dos Olhos e os corações aos tropeços.
Morre lentamente
Quem não vira a mesa quando está infeliz
Com o seu trabalho, ou amor,
Quem não arrisca o certo pelo incerto
Para ir atrás de um sonho,
Quem não se permite, pelo menos uma vez na vida,
Fugir dos conselhos sensatos!"


....estou aqui, com mais de um mês de ausência. Confesso que a vida está corrida, cheia de atividades, cheia de afazeres. Mas, mais ainda lotada de dúvidas, incerteza, carp diem, vivendo um dia de cada vez, questionando-se a cada dia : até quando? porquê as coisas não saem exatamente como o planejado, como o esperado, afinal luta-se tanto....e quando se vê...PAH..tudo sai do lugar!


Porém, estou vivendo, me esforçando para agradecer mais e aceitar as coisas como elas ESTÃO, e nunca me acomodar em como elas SÃO!



É proibido chorar sem aprender,
Levantar-se um dia sem saber o que fazer
Ter medo de suas lembranças.
É proibido não rir dos problemas

Não lutar pelo que se quer,
Abandonar tudo por medo,
Não transformar sonhos em realidade.

É proibido não demonstrar amor
Fazer com que alguém pague por tuas dúvidas e mau-humor.
É proibido deixar os amigos

Não tentar compreender o que viveram juntos
Chamá-los somente quando necessita deles.
É proibido não ser você mesmo diante das pessoas,

Fingir que elas não te importam,
Ser gentil só para que se lembrem de você,
Esquecer aqueles que gostam de você.

É proibido não fazer as coisas por si mesmo,
Não crer em Deus e fazer seu destino,
Ter medo da vida e de seus compromissos,

Não viver cada dia como se fosse um último suspiro.
É proibido sentir saudades de alguém sem se alegrar,
Esquecer seus olhos, seu sorriso, só porque seus caminhos se desencontraram,

Esquecer seu passado e pagá-lo com seu presente.
É proibido não tentar compreender as pessoas,
Pensar que as vidas deles valem mais que a sua,

Não saber que cada um tem seu caminho e sua sorte.
É proibido não criar sua história,
Deixar de dar graças a Deus por sua vida,

Não ter um momento para quem necessita de você,
Não compreender que o que a vida te dá, também te tira.
É proibido não buscar a felicidade,

Não viver sua vida com uma atitude positiva,
Não pensar que podemos ser melhores,
Não sentir que sem você este mundo não seria igual.




ÓTIMO feriado para todos!

Tentarei passar aqui mais vezes, tinha me esquecido de como me faz bem....

20 de mar de 2008

Devaneios



Nossa quanto tempo... afinal atualizar é luxo!Mas deste eu não abro mão!


Quanta coisa acontecendo, sensação de que as coisas estão se movendo...
E você percebe que Deus faz tudo certo no seu tempo certo (tem coisas que eu ainda não entendo...mas sei que vai tudo se ageitar...)
Quanta coisa para agradecer: faculdade, família, estágio conquistado (quando já estava ficando desesperada, correndo atrás) e muitas outras coisinhas que a gente só se preocupa na hora do desespero, depois que passa acaba esquecendo...

  • Adoro a sensação de não ter tempo para ficar sem fazer nada, adoro a sensação de estar fazendo algo!!!

  • Adoro falar o que realmente penso e de verdade não estar nem aí para o que vão pensar...

  • Adoro estar perdendo a timidez...

  • Detesto " não poder fazer nada" para ajudar em algo ou alguém...

  • Detesto ver pessoas tristes e ver o quão frágil é a vida, num sopro pessoas perdem outras com quem haviam conversado na hora do almoço...Uma coisa assim me fez ficar muito triste e ficar pensando, se pondo no lugar...e só cheguei a uma conclusão: VALORIZAR pessoas, mãe, pai, irmã, enfim todo mundo que com sua ausência nos encheria os olhos de lágrimas!!!



29 de fev de 2008

Ops


A Procura da Poesia:


(...)
Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero
há calma e frescura ma superfície intata
Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário.
Convive com teus poemas, antes de escrevê-los.
Tem paciência, se obscuros.
Calma, se te provocam.
Espera que cada um se realize e consuma com seu poder de palavra
e seu poder de silêncio
(...)

Drummond


Estou assim. Em falta de palavras, de sentimentos! Não que eu faça poesia, mas me falta sentir para escrever.Escrever qualquer coisa, até sobre o meu dia a dia, minhas aulas de matemática financeira e logística que me deixam louca.

Meus momentos estão cheios de razão e afins. Falta emoção. Alías, foi este assunto que me martelou em minhas horas vagas: Será uma fase de introspecção? Pois, logo eu que sempre adorei sentir...no momento estou vazia disso. Sinto falta. Mas talvez precise de um tempo mesmo...De todo jeito, espero voltar a sentir logo!

18 de fev de 2008

Cansada




*Saga em busca de estágio

-Chego toda feliz no dia do meu niver para fazer uma entrevista ... chegando lá é telemarketing...

-Outro dia, lá vou eu achando que achei o estágio...e não é que iam me contratar...e eu tive que dizer não: exploração, 9 horas por dia (bolsa de 6hrs e no tel. haviam dito que eram 8 hrs)!!!

-Indo para outra...desistir nunca! Manhê...bora lavar minha blusinha de entrevista que amanhã tem outra!
E seja o que Deus quiser!

Sabe?! Tem dias que tudo que você mais quer é escutar algo bacana, uma boa notícia e esquecer a bagunça que está tua mente...
E esperar que as coisas se encaixem.
Tem horas que queria ter um óculos super-especial pelo qual eu pudesse me ver daqui a 2 anos: minha vida, meu emprego, meus amores...
Estou cansada, mentalmente.
Com um misto de ansiedade e receio...
Sei que isto é loucura, mas que dá uma vontade dá!

17 de fev de 2008

Labirinto

"Já disse Machado de Assis, o amor depende da possibilidade dos sujeitos. Pode ser que você encontre alguém hoje e não seja nada, mas daqui uns anos, de acordo com o desenrolar da vida, a própria vida te ponha em certas situações e pimba, aquele sujeito era o seu Romeu." (Encontrei em um blog Amanda - http://ehsohsaudade.blogspot.com )

5 de fev de 2008

Coisas

"Fui lhe mostrar um disco que eu comprei
De um cantor que eu sempre gostei
Mas você não me deu atenção
Voltarei pra casa pelo mesmo caminho
Escutarei o meu disco sozinha
Dentro do meu quarto na escuridão"


Fiz o que pude(o tanto que meu coração permitia), mas não deu....Não era você!
A gente não consegue iludir ele... Nem quero!
Agora estou bem...não precisava ter deixado tudo tão claro, com essa sensação "leve"....
eu já tinha entendido!

Eu...queria tanto encontrar
Uma pessoa como eu
A quem eu possa confessar
alguma coisa sobre mim

Quando acontece um grande amor
assim como você e eu
o tempo passa por nós dois
não lembro o que aconteceu

Eu...queria tanto encontrar
Uma pessoa como eu
A quem eu possa confessar
alguma coisa sobre mim

Mas nem por isso vou ficar
a questionar os erros meus
Você precisa procurar
Achar o que você perdeu

Eu...queria tanto encontrar
Uma pessoa como eu
A quem eu possa confessar
alguma coisa sobre mim
Pato Fu : Eita músicas que disseram tudo e mais um pouco e que essa em especial escuto sempre minha irmã cantando pela casa!
P.S.: a gente vai encontrar...

"Tudo é uma questão de manter
A mente quieta,
A espinha ereta
E o coração tranqüilo "

29 de jan de 2008

Amizade

Depois de vários, mas vários meses tentando superar as pipocadas de todas, nos reunimos. Amigas do tempo do colégio, umas tenho contato até hoje, a outra havia sumido. Não sabia como seria rever todas....Passaram- se 2 anos, muitas histórias, todas haviam mudado, nem que seja o corte de cabelo...sem falar na nova tatuagem da amiga! Lá fui eu para o shopis, para encontrá-las.
Na lotação, distraída, quase chegando, quando escuto alguém gritar CRISTIANE! Eu como não sou nem um pouco assustada, olho para o lado com uma cara de me-do...E quem era: minha amiga que também estava indo para lá...rimos feito bobas, de alegria, de surpresa!Todas meninas juntas, com direito a cada uma contar e chorar(rs) suas aventuras amorosas, suas histórias...a briga pela escolha do melhor ambiente (o mais barato)...hehe. A gente comprando uns potinhos de brigadeiros, que mais pareciam amostras grátis! Fizemos várias restropectivas dos tempos de colégio, lembramos das brigas, dos tombos, dos micos, da jaca...Meu Deus, quanta história, que saudade...chega a apertar o coração de lembrar daquelas menina todas juntas e de tudo o que vivemos!Tiramos fotos no meio da praça de alimentação...E na volta, a carona do namorado da amiga que deixou cada uma em suas casas, claro que no caminho, teve muita risada, uma no colo da outra, um aperto danado, ameaças de cavalo de pau...e música Creuuuu...heheh!
Cada uma está em seu momento, mas percebemos que amizade é assim mesmo...feita de momentos, partilhas. E podemos ficar um tempão sem nos ver, mas sempre nos queremos bem, e o carinho, a alegria de estar junto, volta cada vez que nos reencontramos !

19 de jan de 2008

Ano Novo!


Sei que estou um pouquinho atrasada em postar algo sobre o ano novo, porém quando li este texto que achei super, que passa um pouquinho de meus desejos, tanto para mim como para todo o mundo, logo pensei: vai para o blog....


Para você ganhar um belíssimo Ano Novo cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação com todo o tempo já vivido (mal vivido, talvez ou sem sentido).
Para você ganhar um ano não apenas pintado de novo,
remendado às carreiras, mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
Novo até no coração das coisas menos percebidas (a começar pelo seu interior)Novo,
espontâneo, que de tão perfeito nem se nota, mas com ele se come,
se passeia, se ama, se compreende, se trabalha,
Você não precisa beber champagne ou qualquer outra birita, não precisa expedir nem receber mensagens (planta recebe mensagens? passa telegrama?)
Não precisa fazer lista de boas intenções para arquivá-las na gaveta,
Não precisa chorar de arrependido pelas besteiras consumadas nem parvamente acreditar que por decreto da esperança a partir de janeiro as coisas mudem e seja tudo claridade, recompensa, justiça entre os homens e as nações, liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano novo que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo novo!
Eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

(Carlos Drummond de Andrade)

17 de jan de 2008

Eu sei!


Parte II


O post anterior não era para ter parte II, porém achei injusto comigo, com meus sentimentos deixar aquele texto daquele jeito, já que como diz Heráclito: “Tudo é movimento”, ninguém consegue banhar-se duas vezes no mesmo rio”!
Pois é, bem como este rio, tudo em minha mente, em meu coração altera-se com uma incrível
velocidade.... Não foram mudanças tão radicais, pelas quais eu possa afirmar que todas aquelas dúvidas me deixaram em paz.Definitivamente não.Mas já sinto que tudo tem seu tempo, e que sim “Existem pessoas especiais”, e que quero e devo esperar e ver sempre o melhor delas, e não o pior...(Alguns recados aqui me ajudaram a ver isso). Aproveitar os momentos, as esperas, as dúvidas, o não saber o que falar, o que fazer, e todos estes sentimentos próprios de novidade, que ao mesmo tempo em que não saem da cabeça, me trazem uma sensação gostosa...Como pode?!! Não sei...Mas vi que a gente deixa de viver um monte de coisa bacana por simplesmente se dar ao luxo de duvidar e querer ter o controle de tudo e todos...Não quero ser assim...Enfim, isto já ficou grande por demais, mas queria dividir este texto incrível de Clarice Lispector. Como ela entendia e sabia expressar o que havia em sua alma...



"...Não pense que a pessoa tem tanta força assim a ponto de levar qualquer espécie de vida e continuar a mesma. Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso - nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro. Nem sei como lhe explicar minha alma. Mas o que eu queria dizer é que a gente é muito preciosa, e que é somente até um certo ponto que a gente pode desistir de si própria e se dar aos outros e às circunstâncias. Depois que uma pessoa perder o respeito a si mesma e o respeito às suas próprias necessidades - depois disso fica-se um pouco um trapo.Pegue para você o que lhe pertence, e o que lhe pertence é tudo aquilo que sua vida exige. Parece uma vida amoral. Mas o que é verdadeiramente imoral é ter desistido de si mesma."
Trecho de uma carta de Clarice Lispector enviada em 1947 para uma grande amiga.

13 de jan de 2008

Só sei...


Parte I


Estou sentada aqui há um bom tempo.Lendo e relendo arquivos de coisas que quis postar no blog, mas não tive tempo ou coragem, coisas que copiei, pois achei perfeito e coisas que só estão em rascunho, mas que na minha mente já está passado a caneta.
É difícil escolher um assunto (diga-se somente um) quando se tem deles aos montes, mas são coisas vagas, desconexas. Fico imaginando como seria tentar escolher um assunto...
E para evitar os P.S., já aviso que este texto está mega confuso, mas tinha que deixá-lo sair assim, como tinha que ser...
Engraçado você desejar tanto alguma coisa e quando ela acontece, você meio que não sabe como lidar, aquela terrível fase de adaptação, que te faz ficar pensando horas e horas sobre o que fazer, o que falar!

Tinha que ter sido mais ou menos cautelosa? Deveria ter feito meu questionário, por que será que a gente passa por cima de assuntos, por puro medo de a resposta estragar aquele momento?
Será que deveria estar me sentindo diferente, nas nuvens? Não sei. Mas o que eu sei, é que ainda não estou assim, e acho estranho. Claro, fico super feliz quando estamos juntos, quando vejo seu número no meu celular, mas sinto que ainda não me entreguei, não entrei ainda de cabeça, parece que só faço isso depois que anulo todas minhas dúvidas sobre a pessoa, o clima, a bolsa de valores e o mercado imobiliário (penso demais). Coisa que ainda não fiz. E que se tratando de seres humanos talvez nunca saiba tudo. Mas por outro lado, quando o telefone toca, meu mundo treme...Será um sinal? Não sei, mas logo imagino que é você do outro lado.

Ao mesmo tempo em que penso em tudo isso, lembro da pouca experiência que tenho e que tudo que vivo me faz crescer e amadurecer a cada dia. Mas sei lá, queria ter respostas para tudo, certeza de tudo, saber onde estou depositando minha confiança, meu carinho, enfim, onde EU estou entrando, antes de estar ali realmente. Não sei se te falei, mas quando gosto, gosto, e me apego fácil demais. Deve ser por isso que demoro tanto a escolher e estar com a pessoa ali de verdade (acontecem brigas aqui dentro: deixar ou não você entrar?).
E tudo que escrevo vem com um quê de sofrimento, de alegria e de vontade de mudança, de esperança. Sim, esperar algo e alguém sempre esteve nos meus textos.
Eu tive muito tempo e imaginação para montar um cenário perfeito, com pessoas perfeitas, com meus sentimentos todos em ordem. Mas aí acontece... E você vê que te falta um monte de coisas, e que você não estava pronta para viver todos àqueles sonhos tão perfeitos e personagens tão dedicados.Talvez nunca estará.Mas aí tu pensa: “Se sonhei demais, já era...Sonhos são sonhos, porém já estava na hora de acordar e viver. Pronta ou não, estou vivendo.”
E chego na conclusão de que o mundo não vai dar uma “pausa” para eu me ajeitar e ensaiar. Por isso estou indo atrás de coisas que me façam bem e que eu posso bancar.E que graça teria se tudo fosse como eu imaginei?Não precisaria estar vivendo e esperando o dia seguinte com aquela vontade de saber o que vai acontecer e (again) fazendo mil cenários....