29 de dez de 2007

Encaixotar coisas ruins e dar espaço as boas!


Este ano teve de tudo um pouco:

Teve uma listinha com desejos para este ano....alguns realizados com sucesso, outros AINDA não...mas o ano AINDA não acabou....
Teve uma bolsa na faculdade, que me deixou e deixa trifeliz até hoje...Conheci pessoas maravilhosas nela...estudei muito, ri muito e me diverti muito!Conheci o bar da facul tbm...
Teve a carteira de habilitação, maravilhaaa!
Conheci pessoas do mundo virtual: Umas me acrescentaram coisas demais e estão acrescentando, outras ....são as outras....
Conheci pessoas no real....que quero conhecer mais e mais...
Não teve namorado, mas teve garotos, alguns paqueras, um que conheci mais e que deixou um carinho, uma alegria, uma amizade, expectativas...as quais revirei até ter a certeza de que não, não tem nada a ver...
Horas que pareciam não passar, e pessoas que aparentavam nunca chegar.
Teve tristeza, sensações tipo:"O que eu estou fazendo aqui?", "Como fui boba, porque não falei nada"...Teve choro reprimido, mas que não suportei mais segurar...
Teve a certeza de que pessoas especiais existem.
E teve a certeza de que os dispostos se atraem!
Teve algumas oportunidades perdidas, por falta da palavra certa que teima em fugir na hora que seria certa....Descobri que essa minha mania de pensar muito antes de falar e agir, só me tirou coisas boas...
Teve quilinhos extras, gordurinhas extras, e muito trabalho para reverter a situaçãooo....muito mesmo...
Mas, vi também o ponteiro ir retornando ao seu lugar de origem, devagar e sempre...rs
Teve muito aprendizado, teve consciência do que precisa ser mudado, muita vontade de fazer melhor que ontem....
Teve muitas decepções: comigo, com as pessoas, com o mundo, mas aprendi que a única que eu não posso decepcionar é a mim mesma...E que o mundo, a gente aprende a lidar!
Teve demais, aquela vontade de recomeçar....
Teve muitas vezes que eu me peguei com a bendita expectativa e ansiedade querendo tomar conta da situação....Mas aí eu tive o trabalho de colocá-las cada vez em seu devido lugar...
Muitas incertezas, muitas dúvidas, muito medo, mas também muita certeza do que me faz bem...
Teve alegrias, risadas até a barriga doer,
Como teve aquele nó na garganta, que insiste em te fazer chorar....


Um balanço básico de 2007, que ainda está em aberto, pois além de tudo de novo que 2008 trará, eu quero juntar tudo de bom que 2007 deixou....


E haverá outra listinha, que terá que ser seguida com mais empenho!

26 de dez de 2007

Natal

Ele chegou tão rápido, e com a mesma velocidade foi embora.Estava falando pra minha mãe, que antigamente dava tempo de preparar, esperar ansiosa o natal.Hoje não, ele simplesmente chega.
Dias felizes, com a família reunida em volta da mesa, vô fazendo mil e uma palhaçadas, noite dormida na vó para poder cuidar dos primos no dia seguinte....E lá fomos nós: correndo atrás deles o dia todo, e tentando conter a louca vontade deles de empinar pipa freneticamente.Socorro.Mas eu amo aqueles guris, me puxando pelas mãos e com a vozinha mais fofa, do nada, dizendo: “Eu gosto de você”! Derruba qualquer um.Sem falar nas gravações feitas no meu cel., com eles gritando e falando palavrões e o outro olhando com cara de “olha o que ele disse”, eles me matam de rir.
Temos dois motivos para comemorar o natal....um é o próprio, outro é o niver do meu pai querido, aquele que a gente briga por demais, mas minha mãe sempre diz que é porque somos parecidos demais, pois com a mesma freqüência que discutimos, rimos juntos e das mesmas coisas...

Que essa alegria, essa vontade em estar junto permaneça pelo ano inteiro em nossos corações!

20 de dez de 2007

Minha irmã.


A J. é aquela que quando eu estou distraída me vem com uma frase ou uma atitude que me faz sentir orgulho por te-lá como minha irmã...
Não é aquela que fala pelos cotovelos, mas sua presença é notável....sempre!
Às vezes o circo pega fogo entre a gente, mas o não falar com ela, me faz perceber o quão importante ela é pra mim....
Sei que piso na bola, esqueço coisas, mas pode ter certeza que tudo que peço a Deus pra mim...peço pra ti também!
Ela é aquela que nunca fez nada daquilo que eu vejo as outras irmãs fazendo e que deixa a gente com receio, com vergonha....pensando “Puts, q mico”.
Nunca me usou ou me levou em algum lugar pra depois me deixar de lado....
Minha irmã é de um coração que não sei de onde veio...
Quanto aos seus amores: Ah! Como em tudo na sua vida , não será qualquer coisa, qualquer Zé Mané....Será especial!
Mas tratando de pessoas especiais, espécie rara e camuflada, tu tens um trabalhinho: Mostre-se, deixe-se notar...
O sortudo que irá passar a vida ao lado dela...esse há de ter um lindo coração, pois acredito que os dispostos e iguais se atraem...!
Uma vez ouvi em algum lugar que o laço mais profundo que temos que devemos cultivar é o fraterno, pois esse será o único que restará quando nossos pais não mais aqui estiverem....

E eu quero e muito rir com você, saber de você, te ajudar, paquerar com você, ser sua madrinha de casamento(please), de seus filhos, e ligar pra você no meio do dia pra pedir tua opinião....sobre qualquer assunto....Ou até mesmo te torrar a paciência!

17 de dez de 2007

Coisa certa.

Primeiro vem a dúvida, seguida da indecisão.Logo depois a necessidade de tomar uma posição.Depois disso a "certeza"de ter ficado do melhor lado.Porém, tua cabeça não pára de construir filminhos utilizando todas as alternativas possíveis e impossíveis de como seria se você tivesse feito daquele ou daquele outro jeito, e o no que resultaria...

É assim que me sinto.Espero que esteja fazendo a coisa certa.Ilumine minhas decisões meu Deus, assim eu sei que estarei bem....

9 de dez de 2007

Mudanças

Algo mudou em mim.Isto é evidente.
Não falo, nem faço nada pra agradar os outros, coisas que deixaria o outro feliz, e eu triste.
Percebi que estou sendo mais eu, entendem? Sendo mais verdadeira comigo.Vivendo uma fase de dúvidas, claro, de ansiedade, mas algo mudou. No fundo, por trás de todos estes fantasmas, existe uma certeza, que me impulsiona a fazer aquilo que quero...Não sei explicar.
Posso resistir por um tempo, mas logo penso em como é ruim ficar na indecisão.Então decido logo.E aquilo que eu decidi é resultado do meu querer, querer que estava se confundindo com o dos outros e resultando em tamanha confusão.
É bom descobri coisas boas de mim.Pode ser que alguns achem que estou grossa, agindo sem pensar muito nos outros.Mas eles estão errados.Ou melhor, eu estava errada.Errada em todas as vezes que fui considerada a “boazinha” por engolir as minhas vontades.
Sinto-me mais leve, pois agora sei que independente do que eu pense e fale, sempre haverá quem irá gostar, e aqueles que não irão gostar.Isso independe.

Absurdo deles.


Na balada.

Um garoto pede para dançar comigo( detalhe: depois de ficar um tempão me rondando), eu aceito, não custa nada tentar, conhecer, aquela história: “Eu não to fazendo nada, você também...”
Aí ele vai se aproximando, falando algo em ficar comigo, e eu que não queria, digo:

EU: Desculpe, mas não vai dar...
ELE: Porque? Vai dizer que você veio só para dançar?
EU: Sim.Vim só para dançar.Qual o problema?
ELE: Nada.
Alguns minutos depois...
ELE: Só um beijinho...não custa nada...que diferença vai fazer?
EU: Por isso mesmo....

É cada uma viu, isso é coisa que se fale...vocês acham que eu vou dar um beijinho em alguém que diz que não vai fazer diferença nenhuma. Se liga. Eu sou especial....

Na internet( partindo para o real).

Conheci um garoto, não era mais um garoto( 24 anos, pra mim já tem que ter atitude de homem) no orkut, através de uma comunidade.
Conversamos um tempo, msn, depois telefone, vários emails, sabia como ele era, trocamos fotos....Ele parecia bacana, sempre de poucas palavras, mas cada um tem um jeito.Ele insistindo pra gente se encontrar, ir no cinema, e eu enrolando...Até que aceitei.
Fomos no shopping, chegando lá:

ELE: Olha, só vou poder ficar umas 2 horas...Minha mãe marcou de fazer compras e eu tenho que levar ela de carro.
EU: “Sem nenhuma resposta plausível para aquele ser....Era bobinha...Só enguli!”

Ele só falava do serviço dele, que isso, que aquilo...blá, blá!
Na hora de ir embora, nem para me acompanhar até a saída, eu que acabei indo e mostrando para ele onde ele ia pegar o trem.Me senti uma boba.Foi horrível.
Se não gostou de mim, paciência.Mas se espera no mínimo que seja homem, e diga vamos ficar na amizade ( Coisa que eu já fiz )...Muito mais digno.
Sem falar que ele no mesmo dia estava no msn, entrei para encerrar este assunto,aí ele saiu...eu não esperei a próxima vez: Exclui ele dos meu contatos...Fez eu perder tempo, pra ver uma coisa dessas: Homens só no nome.