30 de nov de 2007

Férias!!!

Enfim, se passou o meu 1º ano de de faculdade.Tudo pareceu voar. Aconteceu tanta coisa nesse ano, que nem tenha como rever tudo e fazer um vale a pena ver de novo, e pra falar a verdade, não sou muito a fim disso!
Realizei um de meus objetivos pra este anos: entrei para a faculdade de administração, a administração não era bem um sonho, mas não é que ela tá me conquistando...
Conheci pessoas maravilhosas na facul, criei laços mesmo, pode ser que ano que vem não estejamos mais na mesma sala, período, mas com certeza um querer bem vai sempre estar presente por todos eles....
Muitas histórias pra contar, muitas palhaçadas com os amigos, muitas risadas, fugas de pessoas chatinhas (também tem né!) muita ansiedade também....tudo novo!Muitas provas nos deixaram de cabelo em pé( e ainda deixarão), mas estamos aí...
Algumas sextas no bar, e a primeira vez então a gente não esquece: atravessando a rua e o povo gritando " A Cris no bar...até que enfim...ehheh"!
Festa de um amigo no meio do ano, dançando até funk...rs! Tantas tardes passadas ao som de Engenheiros e Nando Reis ao estudar para estatítica, contabilidade, etc...e essa minha mania de dizer que pra estudar tem que ser com música, senão não me concentro( contradição)!
E a alegria de saber que valeu a pena: trabalhos entregues...aprovados! Provas feitas...notas boas!
E mal as férias começaram já temos baladinha combinada....
E o último dia de aula, depois da última prova: BAR!
Eu que nem bebo( só uns golinhos de espanhola...rs) me diverti muito, muita gente, formandos fazendo a maior zona com direito a fogos e tudo!

Eu não poderia terminar de outro jeito: QUERO MAIS!


24 de nov de 2007

Hora de rever minhas escolhas...

"Era ainda jovem demais para saber que a memória do coração elimina as más lembranças e enaltece as boas e que graças a esse artifício conseguimos suportar o passado." Gabriel Márquez

Andei me preocupando com coisas bobas demais, perdendo tempo, gastando minha energia com algo que sei que só o tempo pode mudar e resolver.Me fechei e paguei caro por isso.Deixei que coisas bobas tomassem minha energia e me fizessem esquecer de todas minhas expectativas e sonhos para esse ano, de todas minhas conquistas que tanto desejei e lutei.Foram tantas, a faculdade, a carta de motorista....Mas andei dando importância para cada problema que surgia como se aquilo fosse o "importante"...
Esqueci que não importa quantas vezes eu tenha que recomeçar, e sim o que importa é o recomeçar, criar objetivos, metas, viver, sonhar.Deixei de sonhar, de esperar por algo especial, comecei a achar que tudo é igual, de um jeito ou de outro.

A virada. Estava errada. Nem tudo é igual, nem tudo será igual.

Se eu já vejo flores, diferenças, sutilizas e uma luz? Não! Fora de mim, tudo ainda parece igual, mas vejo em mim: diferenças, amor próprio e uma pessoa que por onde passar quer dizer: Sabia que ia dar certo! E pode dar certo!

14 de nov de 2007

Todos os dias...

Descubro coisas sobre mim. Sofri demais por demorar tanto para me entender, e acredito que até hoje não posso afirmar quem eu sou, e quem eu quero ser com convicção.Mas a cada dia as coisas ficam mais claras.
Corro atrás do que eu quero, às vezes desesperadamente.Muitas vezes me desiludi, agi por afobação.Mas, tenho que confessar que fugi algumas vezes, não fiquei para ver no que ia dar...por medo da próxima fase, do que viria depois, por receio, vergonha...ou ansiedade !

Por conta disso tudo perdi algumas oportunidades, não sei se seriam boas, mas eram oportunidades.
Tomo decisões rapidamente (existem exceções), olho para uma situação e logo estou falando, se quero ou não aquilo para mim.
Me preocupo demais, esse é um traço da minha personalidade que preciso alterar....me preocupo com o peso, com as provas, com a falta de namorado e a cobrança dos outros.
Hoje me sinto muitoo feliz: finalmente tirei minha carta!!!Acho que nunca comentei aqui que eu estava em processo de tirar a primeira habilitação , eu estava com medo, receio, nunca tinha pego carro, e estava com bastante dificuldade....ai..ai...quando vou aprender a não me fechar nas dificuldades....
Mas uma coisa hoje é certa: eu já estou devidamente habilitada....heheh
P.S.:Estou pensando seriamente em fechar o orkut....Fala sério....aquilo não me acrescenta nada, só me toma tempo e energia....estou ensaiando.Logo logo adeus orkut!

3 de nov de 2007

Eterno

Quando era só uma menina (diga-de 13,14anos), o quê costumava me tirar o sono era uma paixão platônica por um garoto fofo, que a sala toda adorava!
Achava que aquilo nunca ia passar.Me via mais velha, imaginado como seria a vida se depois de uns anos eu não tivesse esquecido-o, e ao mesmo tempo imaginava o quão sufocante seria conviver com aquele “amor” eternamente, sem nunca ter compartilhado com o interessado! Olha a viagemm...
È....eternamente é uma palavra que deveria ser proibida de ser pronunciada perto de adolescentes e jovens...
Acredito que se eu não conhecesse a palavra “eternamente” naquela época teria sofrido muito menos, porque convenhamos, até hoje não sei lidar com a possibilidade do "eternamente”...e hoje sou um pouco mais consciente pra afirmar isso!
Tudo que vivo, que anseio viver, ou que os outros esperam que eu vive, me dá um pouco de medo.
Medo, receio de a alegria não durar eternamente, medo de a dor durar eternamente, medo de sentir-me assim eternamente.... Medo do amanhã...
Mas uma coisa aquele “amor platônico” de adolescente me ensinou: tudo passa, nada é para sempre, e sempre virão novos amores, novos sonhos e novas metas...

1 de nov de 2007

Jeito meu....

Uns, muitos dizem que sou madura para minha idade...
Sei lá ....meu jeito de agir, de tratar as pessoas, de ser séria e palhaça quando sinto que precisa....
Mas quando ouvi issu, fiquei meio chocada, sério, disseram que até seria por isso que me dou melhor com pessoas um poquinho mais de idade que eu.....
Comecei a pensar, será? Justo eu que me julgava tão imatura, diante de tanta coisa que já vi pessoas vivendo, não vivi 1/3 de tudo que já escutei na minha roda de amigas....
Isso me fez pensar sobre o rumo da minha vida....
Talvez a solução esteja em mim mesma....
Talvez não precise de uma solução, talvez não seja um problema, e sim um traço meu....
Traço esse que eu e quem estiver comigo precise aceitar....
Não posso agir de modo que não concordo, ou que simplesmente não esteja em mim, não estou a fim e pronto!
Mas sinceramente, não acho que eu esteja madura demais.....vejo graça onde muitos não vêem....
Acho sim, que há pessoas que não querem assumir nada, nunca...Assim eu não sou...
Talvez seja isso, pois se for preciso ser rotulada de madura por agir como realmente acredito, e não conforme a moda, em detrimento de meu "modo de ver a vida"...assim serei chamada....
Não sou uma chata, às vezes me pego agindo feito criança, mas tem coisas que não tem como levar " de boa" ou " deixa a vida me levar"......